Atlético de Madrid volta aos treinamentos com máscaras, luvas e sem contato físico entre os atletas


Na manhã deste sábado, o Atlético de Madrid retornou aos treinamentos após a paralisação do futebol por conta do novo coronavírus. Ao longo da atividade, foi possível perceber que a equipe foi dividida em grupo de seis jogadores, ocupando dois gramados da Cidade dos Esportes e sem qualquer contato físico.

Entre os atletas, apenas o brasileiro Renan Lodi não treinou, pois testou positivo para doença na última quarta-feira e permanecerá de quarentena em casa. O clube segue os protocolos apresentados pela Federação Espanhola de futebol e aguarda as definições das novas datas para o retorno do futebol no país.

Dessa forma, os atletas foram equipados com máscaras e luvas para transitarem pelas instalações do centro de treinamento. Outro ponto crucial para a preservação da saúde dos jogadores foi a manutenção da distância de segurança, evitando assim, qualquer contato físico entre eles.

Cada jogador tinha sua própria bola e seus elementos para treinar separadamente. No final da atividade, por sua vez, cada um foi para seus veículos e tudo foi realizado sob o olhar do treinador Diego Simeone.

Na segunda-feira, o clube seguirá o mesmo modelo de trabalho atípico, que embora não seja ideal, é importante para recuperar os jogadores após quase dois meses de inatividade da modalidade no país, que é um dos mais afetados pela doença ao longo da pandemia.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também