Atlético de Madrid vence Barça de virada e vai à final da Supercopa da Espanha

AFP

O Atlético de Madrid garantiu de forma dramática a vaga na final da Supercopa da Espanha ao vencer o Barcelona de virada (3-2) nesta quinta-feira na semifinal disputada no Estádio Rei Abdullah, na cidade saudita de Jidá.

Koke abriu o placar para os 'rojiblancos' no início do segundo tempo (46), mas pouco depois o craque Lionel Messi empatou (51) e o francês Antoine Griezmann fez 2 a 1 (59). Na reta final o atacante Álvaro Morata empatou convertendo um pênalti (81) e o argentino Ángel Correa marcou o gol da vitória cinco minutos depois (86).

O Atlético vai jogar a final da competição contra seu grande rival Real Madrid no domingo.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O time da capital espanhola virou o placar em apenas cinco minutos em um duelo dominado pelo Barcelona e marcado pelas intervenções do VAR que anulou dois gols dos catalães.

"Parecía que tínhamos a partida nas mãos mas o Atlético virou", lamentou o técnico azulgrana, Ernesto Valverde, após a partida. Segundo ele "os dois gols anulados mantiveram o adversário no jogo.

Já o treinador argentino do 'Atleti', Diego Simeone, vibrou com a atitude de sua equipe: "No minuto 75 apareceu algo que o Atlético tem e sempre terá: o coração, a garra e diante de uma situação que parecia quase impossível, apareceu a sensação de que se empatássemos poderíamos ganhar. E foi o que aconteceu", disse ele.

- Barcelona domina e vira -

O Barça logo assumiu a posse de bola e o controle da partida contra um Atlético muito fechado que no primeiro tempo mal incomodou a meta defendida nesta quinta pelo brasileiro Neto.

Depois de uma tabela com Jordi Alba na área, Messi soltou um disparo cruzado que o goleiro do Atlético defendeu (22).

Após o intervalo, Koke, que havia acabado de entrar em campo no lugar de Héctor Herrera (45), recebeu na área uma bola do argentino Angel Correa e chutou colocado rente á trave colocando a bola no fundo das redes (46).

Mas a alegria não durou muito para os 'colchoneros'. Apenas cinco minutos depois Suarez deixou uma bola para Messi, e o argentino chutou para fazer 1 a 1 (51).

Após o argentino ter um gol anulado, Griezmann aproveitou o rebote de Oblak no chute de Luis Suárez e cabeceou para o gol vazio, virando o jogo para 2 a 1 (59).

- Virada do Atlético -

O Atlético tentou dar um passo à frente em busca de um empate nos últimos quinze minutos e depois da anulação de mais um gol do Barça, de Gerard Piqué, por impedimento (75), Neto derrubou Vitolo e o árbitro marcou pênalti.

Álvaro Morata converteu (81) e com 2 a 2 no placar, Ángel Correa disparou em velocidade e conseguiu dar um toque na bola diante de Neto para fazer o 3 a 2 final (86).

O capitão do Barcelona, Lionel Messi, lamentou a derrota: "Foi um duro golpe para nós, especialmente pela maneira como foi dado, porque eramos muito superiores. Mas por causa de nossos erros, eles geraram contra-ataques que acabaram em gols".

"Fizemos um ótimo jogo e foi uma pena. Perdemos por causa de momentos específicos e erros infantis", acrescentou o argentino. "É um resultado que deveríamos ter fechado antes. Foi uma pena", concluiu o camisa 10 que pediu para que seu time "continue unido" e seja "um grupo forte".

Leia também