Atlético-GO acerta empréstimo de Jean, e torcida se revolta: "Me sinto profundamente ofendida"

Jean é o novo reforço do Atlético-GO. O goleiro, que teve seu contrato suspenso pelo São Paulo após agredir a esposa nos Estados Unidos e ser preso, assinou um contrato de empréstimo por uma temporada. E a torcida do Dragão não está feliz.

O atleta de 24 anos foi detido em 18 de dezembro em Orlando, na Flórida, após ferir Milena Bemfica, com quem é casado. A esposa publicou em redes sociais na data imagens em que era possível ver hematomas em seu rosto. 

Após a prisão do goleiro, o São Paulo informou que estudaria o caso e anunciou na última semana a suspensão do contrato com o atleta por um ano. Isto faria com que Jean não recebesse salários neste período, mas permitiria o acerto com outro clube.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Isto foi sacramentado nesta segunda-feira, conforme anunciado pelo presidente do Atlético-GO, Adson Batista. O mandatário tratou o caso como "uma questão familiar que não apoiamos", mas que era "uma grande oportunidade" e "todo ser humano merece uma nova oportunidade na vida".

A postura do dirigente não ganhou apoio de torcedores do Dragão, que responderam a tweets do perfil oficial com protestos. 

"Como pode isso? Desde que nasci sou atleticana e essa é a primeira vez que sinto vergonha de torcer pro Atlético, VERGONHA. Com essa contratação me sinto profundamente ofendida, como mulher não posso ver o ACG jogar com esse cara", escreveu uma torcedora.

"Vergonhosa essa contratação! Nos intitulamos o 'Clube da Família' e contratarmos um agressor de mulheres covarde! Já não temos um marketing eficiente, ainda fazemos questão de queimar a imagem do clube com essa mídia negativa, parabéns!", publicou um atleticano.

Leia também