Atlético 2x2 Fortaleza teve golaço contra, redenção e lágrimas de Juninho

Goal.com
O meio-campista foi do inferno ao céu, agradecendo também as defesas salvadoras do goleiro Felipe Alves

Atlético 2x2 Fortaleza teve golaço contra, redenção e lágrimas de Juninho

O meio-campista foi do inferno ao céu, agradecendo também as defesas salvadoras do goleiro Felipe Alves

O Fortaleza protagonizou a grande história de recuperação neste domingo (21) de Campeonato Brasileiro. Jogando em Belo Horizonte, pela 11ª rodada, contra o Atlético-MG, o Leão do Pici viu tudo dar errado logo aos 7 minutos: tentando um recuo para o goleiro, Juninho chutou do meio-campo e fez um golaço contra. O destino, contudo, reservaria redenção tanto para o camisa 55 quanto para o arqueiro Felipe Alves.

E não seria tão fácil, afinal de contas o Galo abriu 2 a 0, ainda no primeiro tempo, em pênalti convertido por Juan Cazares. O Fortaleza diminuiu aos 65’, já no segundo tempo, e chegou ao empate justamente com Juninho. O meio-campista, que já vinha arriscando alguns bons passes, não deixou sua confiança ser abalada e apresentou-se para a cobrança do pênalti sofrido por André Luis. Bateu forte, no meio, e não segurou a emoção na hora de comemorar: as lágrimas demonstravam toda a apreensão que o golaço contra havia colocado sob seus ombros.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Muito emocionante. Quem conhece um pouquinho do meu dia a dia, sabe como eu trabalho. Vinha fazendo grandes partidas, e eu errei fazendo uma coisa que a gente treina. O campo está um pouco irregular, a bola quicou, pegou na minha canela, tive a infelicidade de a bola encobrir o nosso goleiro. Depois, logo após, tomamos o segundo gol, e o sentimento que eu tinha era que eu estava atrapalhando o trabalho de toda a equipe. Mas, graças a deus, eu, junto com meus companheiros, pudemos nos redimir dentro da partida e Papai do Céu ainda me abençoou com um gol", disse feliz e emocionado após o 2 a 2.

Esta redenção com ponto importante, que deixou o Fortaleza com 14 pontos, em 14º, também só veio graças às defesas do goleiro Felipe Alves. O arqueiro defendeu pênalti batido por Luan, já nos minutos finais – após a primeira intervenção, a juíza Edina Alves Batista mandou voltar a cobrança, novamente defendida pelo arqueiro.

Um domingo de fortes emoções para o Fortaleza, Juninho e Felipe Alves.

Leia também