Ativistas penduram bandeiras com mensagem 'Fifa mata' em ponte de Paris

Copa do Mundo no Qatar começa neste sábado  (Foto: RAUL ARBOLEDA / AFP)


Neste domingo, um grupo de ativistas pendurou bandeiras que formavam as mensagens "Fifa mata" e "6.500 mortos" ("La FIFA tue" e "6.500 morts" em francês), por alguns minutos na Pont des Arts, uma das mais famosas pontes que atravessam o rio Sena, em Paris, em protesto contra os milhares de trabalhadores migrantes mortos no Qatar, país-sede da Copa do Mundo.

+ Análises feitas! Veja o “Favoritômetro” do LANCE! para a Copa do Mundo

O protesto foi organizado pelo coletivo francês "Les Dégommeuses", que se apresenta como uma equipe de futebol formada principalmente por lésbicas e pessoas trans e cujo objetivo é lutar contra a discriminação.

Os poucos minutos em que a bandeira de 16 metros de comprimento por 4 metros de altura ficou visível serviram para atrair a atenção de parisienses e turistas.

MUNDIAL CRITICADO

O governo do Qatar vem sendo criticado por questões políticas e culturais contra os direitos humanos. O Código Penal do país anfitrião proíbe a atividade homossexual para homens e mulheres e ainda prevê, como pena máxima, até mesmo o apedrejamento.