Ativistas LGBTQIA+ protestam após declarações de embaixador da Copa do Mundo

Copa no Qatar gera protestos (Foto: Divulgação)


Ativistas LGBTQIA+ fizeram um protesto em frente ao Museu da Fifa, em Zurique, na Suíça, após declarações de um dos embaixadores da Copa do Mundo no Qatar e ex-jogador da seleção do país, Khalid Salman, que chamou a homossexualidade de "dano mental".


Vale lembrar que o país é criticado por seu histórico de direitos humanos, incluindo o tratamento aos trabalhadores migrantes e sua posição sobre os direitos das mulheres e LGBTQIA+.

+ Dono coloca Liverpool à venda: veja quais são os donos dos times da Premier League

A manifestação pede uma defesa da Fifa, por considerar que a liberdade de orientação sexual no país está em perigo. O protesto contou com pequenas balizas com as bandeiras LGBTQIA+.

​Os capitães de França, Alemanha e Inglaterra utilizarão faixas com as cores da bandeira arco-íris, com a mensagem "One Love" em uma campanha contra a discriminação.