Atitude de Rodrigo Caio vira exemplo no Corinthians: 'Temos de fazer igual'

Gabriel Carneiro

Se houve um jogador atingido diretamente pelo ato de fair play do zagueiro Rodrigo Caio durante o clássico entre São Paulo e Corinthians neste domingo, este alguém foi Jô. Autor do gol que dava a vitória parcial ao Timão por 1 a 0 no Morumbi, o camisa 7 foi punido com um cartão amarelo por conta de um pisão que não deu no goleiro Renan Ribeiro, do Tricolor. Ao ver Rodrigo Caio assumir a responsabilidade do ato, Jô se livrou do cartão que seria seu terceiro no Paulistão, e o tornaria desfalque no jogo de volta, na Arena Corinthians. No dia seguinte da vitória por 2 a 0, o atacante voltou a elogiar o zagueiro rival.

- Atitude dele foi muito nobre, de um homem de caráter, uma pessoa que está no futebol porque gosta e tem objetivos na vida, não para sacanear alguém ou tirar vantagem em cima de erros. Serve de exemplo para todos nós como ser humano, atleta, profissional. Isso não é só pro esporte, é pra vida, de valorizar pessoas honestas - disse Jô, que também foi questionado sobre as declarações de Maicon, zagueiro do São Paulo, que deu a entender que não faria o mesmo que o parceiro de defesa.

- Eu não posso falar do Maicon, cada um tem o seu caráter e modo de pensar. O Rodrigo Caio é exemplo para as crianças.

Protagonista da temporada do Corinthians com gols marcados em todos os clássicos disputados em 2017, Jô vê sua equipe trilhando um bom caminho na temporada. A questão é que agora ele espera algo além dos três pontos, vitórias e classificações. Trata-se do jogo limpo, seguindo a linha de Rodrigo Caio.

- Aqui a gente procura ser o mais sincero e honesto possível. Se fosse aqui dentro eu ia sair em defesa, elogiar o companheiro. Ali dentro conversando procurei frisar que essa atitude nos responsabiliza muito, de uma próxima situação acontecer a gente fazer igual. A gente tem que ganhar a vida com dignidade e estamos cobrando isso. Temos de fazer igual. A gente não poderia se assustar com a atitude dele. Muitos têm, não é todo mundo que é mau caráter, mas impactou mesmo, dentro do futebol, uma semifinal de Paulista, um clássico, isso impacta - comentou o atacante corintiano.







E MAIS: