Athletico vence Peñarol e está na final da Sul-Americana

·3 minuto de leitura
Lance da partida entre Athletico Paranaense e Peñarol, no segundo jogo da semifinal da Copa Sul-Americana (AFP/Liamara POLLI)

O Athletico Paranaense venceu o uruguaio Peñarol por 2 a 0, nesta quinta-feira, e com este resultado se classificou para a final Copa Sul-Americana, enfrentando o Red Bull Bragantino que na véspera derrotou o paraguaio Libertad (3 a 1, depois do 2 a 0 no jogo de ida).

Na partida disputada na Arena da Baixada (Curitiba-PR), os gols do Furacão foram marcados pelo meia Nikão (no minuto 24) e o atacante Pedro Rocha (80).

Com este resultado, a equipe do Paraná chegou ao placar agregado de 4 a 1, após a vitória por 2 a 1 em Montevidéu na semana passada.

O jogo único da final da Sul-Americana será no dia 20 de novembro (sábado), em Montevidéu (capital do Uruguai), e no qual o Athletico terá a oportunidade de se sagrar mais uma vez campeão da competição, depois do título conquistado em 2018. Já o Bragantino vai disputar seu primeiro título internacional.

Este será mais um torneio do continente que terá uma final entre dois times do Brasil, depois que o Flamengo e o Palmeiras avançaram para a decisão da Copa Libertadores, mostrando a força do futebol do país nesta temporada.

- Santos defende pênalti -

Os uruguaios entraram na Arena da Baixada com a obrigação de reverter o placar do primeiro confronto, e por isso se lançaram ao ataque, quase marcando no início do duelo.

Já os donos da casa se fecharam na defesa e apostaram nos contra-ataques, conseguindo abrir o placar dessa maneira.

O meia Terans partiu da defesa e invadiu a área uruguaia, onde tocou para Nikão emendar uma bomba e fazer o 1 a 0 (24 minutos)

Pouco depois, os visitantes tiveram a chance de igualar em pênalti cometido por Erick em Juan Ramos, marcado com o auxílio do VAR, que gerou empurra-empurra entre os jogadores dos dois times (30).

Na cobrança, Ceppellini bateu no meio do gol e Santos, que ficou parado, fez a defesa.

Na etapa seguinte, o Furacão soube se posicionar diante dos visitantes, que não conseguiram repetir a mesma pressão do início do encontro.

Já na reta final do jogo, Nikão foi lançado por Abner e tocou para Pedro Rocha, que driblou o marcador e, dentro da área, finalizou com perfeição (84), garantindo o 2 a 0 e carimbando o passaporte do Athletico para mais uma final do torneio continental.

- Ficha técnica da segunda partida da semifinal da Copa Sul-Americana, entre Athletico Paranaense e Peñarol:

Local: Arena da Baixada (Curitiba-PR)

Árbitro: Jesús Valenzuela (VEN)

Gols:

Athletico Paranaense: Nikão (24), Pedro Rocha (80)

Cartões amarelos:

Athletico Paranaense: Ivaldo (45+6)

Peñarol: Álvarez Martínez (36), Ramos (45+5), Canobbio (70)

Equipes:

Athletico Paranaense: Santos - Pedro Henrique, Thiago Heleno, José Ivaldo (Nicolas Vichiatto 86) - Marcinho, Erick Carvalho (Léo Cittadini 66), Richard Coelho (Lucas Fasson 86), Abner Vinicius - Nikão, Guilherme Bissoli Campos (Renato Kayser De Souza 59), David Terans (Pedro Rocha 66). T: Paulo Autuori.

Peñarol: Kevin Dawson - Giovanni Gonzalez, Carlos Rodríguez, Gary Kagelmacher, Juan Ramos (Valentin Rodriguez 57) - Walter Gargano, Jesús Trindade, Pablo Ceppelini (Ariel Nahuelpan 57) - Agustín Canobbio (Maximo Alonso 79), Agustín Álvarez Martínez (Osvaldo Gaitan 79), Facundo Torres (Ignacio Laquintana 71). T: Mauricio Larriera.

raa/gfe/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos