Athletico pretende comprar vacinas da Covid-19 para atletas, funcionários e sócios; entenda

LANCE!
·2 minuto de leitura

Na noite desta quinta-feira, o Athletico sinalizou, através do site oficial, que pretende comprar vacinas da Covid-19 para aplicar em seus jogadores, funcionários e sócios-torcedores com a mensalidade em dia. Para isso acontecer, o Furacão espera a aprovação do Projeto de Lei 948/21, que abre a compra dos insumos via iniciativa privada.

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

O projeto seguirá para análise do Senado Federal e, após aprovação, será necessária a sanção do presidente Jair Bolsonaro para entrar em vigor. Na nota oficial, o Athletico convidou outras instituições ligadas ao futebol para adotem a mesma medida e ajudem o país a vencer a luta contra o vírus. Também nesta quinta, o Flamengo mostrou intenção em participar do projeto.

Leia também:

Até o momento desta publicação, 27,5 milhões de doses foram aplicadas no Brasil, equivalente a 10,1% da população. Desses, pouco mais de 6 milhões receberam a segunda dose - cerca de 2,8% dos brasileiros.

Confira a nota na íntegar:

Nesta semana a Câmara dos Deputados aprovou o texto-base do Projeto de Lei 948/21, que prevê a compra de vacinas contra a Covid-19 pela iniciativa privada. O projeto seguirá para análise do Senado Federal e, após aprovação, será necessária a sanção do Presidente da República para entrar em vigor.

O Athletico Paranaense pretende entrar no grupo de empresas que está liderando este movimento para compras das vacinas com intuito de auxiliar a vacinação em massa da população brasileira.

Em conjunto com os demais setores empresariais, o Athletico buscará a compra e disponibilização das vacinas contra a Covid-19 para todos os seus funcionários, atletas, comissões técnicas e também para todos os Sócios Furacão que estão colaborando com o pagamento de suas mensalidades na pandemia, mesmo sem poder ir ao estádio.

O Athletico convida a todas as instituições ligadas ao futebol para que também façam parte deste movimento para ajudar o nosso País a vencer a pandemia da Covid-19.