Athletic Bilbao vence Atlético de Madrid (2-1) e enfrenta Real Madrid na final da Supercopa da Espanha

·2 min de leitura
Niko Wiliams vibra após marcar o gol da vitória do Athletic Bilbao sobre o Atlético de Madrid na semifinal da Supercopa da Espanha em Riad, em 13 de janeiro de 2022 (AFP/-) (-)

O Athletic Bilbao, atual campeão, reagiu e venceu o Atlético de Madrid por 2 a 1 de virada nesta quinta-feira na semifinal da Supercopa da Espanha no estádio Rei Fahd, em Riad, onde disputará o troféu no domingo contra o Real Madrid.

Um gol contra do goleiro do Athletic, Unai Simón, já no segundo tempo (62) colocou o Atlético na frente, mas Yeray Álvarez empatou de cabeça (77) e Nico Williams fez 2 a 1 pouco depois (81) garantindo assim a vitória que permitirá ao Athletic defender o título.

O Athletic enfrentará na final o Real Madrid, que na quarta-feira havia vencido o Barcelona por 3 a 2 na prorrogação e foi o campeão da competição há dois anos, quando venceu o Atlético nos pênaltis em Jeddah, às margens do Mar Vermelho, na primeira edição da Supercopa disputada na Arábia Saudita.

Nesta quinta-feira, depois de um primeiro tempo apagado, com as duas equipes muito fechadas, mais preocupadas em defender do que em atacar, o jogo ganhou vida só na segunda etapa.

Após o intervalo, as duas equipes deram um pouco mais de intensidade ao seu jogo, mas o time madrilenho encontrou o gol primeiro.

Em uma cobrança de escanteio, João Félix cabeceou na trave, a bola bateu na trave e ricocheteou nas costas de Unai Simón, entrando no gol do Athletic (62).

Com o gol contra, o técnico da equipe de Bilbao, Marcelino García Toral, recorreu ao banco em busca de fôlego e velocidade, que veio com a entrada de Nico Williams, irmão de Iñaki.

O Athletic começou a fechar o time madrilenho, que mais uma vez mostrou sua fragilidade na defesa.

Depois de uma primeira cabeçada de Iñigo Martínez à queima-roupa defendida por Jan Oblak após um escanteio (64), Yeray subiu em outro cobrança de córner para cabecear novamente desta vez para o fundo das redes (77), deixando tudo igual.

O Atlético de Madrid sofreu para conter a investida da equipe basca, que avançou as linhas e pressionou a saída de bola 'rojiblanca'.

Nico Williams, que deu velocidade ao jogo do Athletic, assustou com um chute à queima-roupa que Oblak defendeu (80), mas apenas um minuto depois, o mais jovem dos irmãos Williams aproveitou uma sobra na entrada da área para chutar e fazer o 2 a 1 definitivo (81).

gr/dr/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos