Ataque de Senegal 'se vira' sem Sadio Mané e é um dos mais positivos da Copa do Mundo


A seleção de Senegal teve uma das melhores histórias da fase de grupos da Copa do Mundo. Após perder a estreia para a Holanda, por 2 a 0, os senegaleses deram a volta por cima e conseguiram a classificação para as oitavas de final. Além disso, eles tiveram que superar a ausência do craque Sadio Mané, principal referência do setor ofensivo. Curiosamente, a equipe de Aliou Cissé tem um dos melhores ataques do torneio.

Ao todo, Senegal marcou cinco gols no Grupo A, sendo três no Qatar e dois no Equador. A seleção africana empatou com a Holanda como o melhor do certame e tem marca superior ao Brasil, por exemplo, e empatada com a Argentina. No entanto, os brazucas ainda podem ultrapassar os senegaleses se balançarem as redes duas vezes contra Camarões.

+ Capitão e herói de Senegal, Koulibaly publica mensagem emocionante após classificação

Entre as seleções africanas, Senegal detém o melhor ataque, empatado com Gana. A Tunísia, que ficou em terceiro lugar no Grupo D, terminou com apenas um gol. Enquanto isso, Marrocos marcou dois tentos e também tem chance de classificação. Camarões, próximo adversário do Brasil, balançou as redes três vezes.

VEJA A CAMPANHA DE SENEGAL NA COPA DO MUNDO

3 jogos
2 vitórias
1 derrota
5 gols marcados
4 gols sofridos

Equador x Senegal
Equador x Senegal

Koulibaly marcou o gol da classificação senegalesa (Raul ARBOLEDA / AFP)

Se por um lado a ausência de Mané é péssima para Senegal, que perde sua principal referência no ataque, a equipe de Aliou Cissé ganhou uma artilharia mais balanceada. Nenhum jogador senegalês marcou mais de uma vez na Copa do Mundo, e os marcadores vão da zaga ao ataque: Famara Diédhiou, Boulaye Dia, Bamba Dieng, Ismaila Sarr e Koulibaly.

+ Ex-jornalista da Globo revela 'noite desesperadora' após entrar na torcida do Irã em jogo da Copa


Senegal volta a campo neste domingo, às 16h (de Brasília), para enfrentar a Inglaterra, pelas oitavas de final da Copa do Mundo. A partida acontecerá no Estádio Al Bayt, e quem triunfar enfrenta o vencedor da série entre França e Polônia, que também será disputada no domingo.