Ataque do PSG pode tirar o sono dos técnicos, diz Guardiola

·1 minuto de leitura
Pep Guardiola durante partida do Manchester City contra o Chelsea pela semifinal da Copa da Inglaterra

(Reuters) - A ameaça dos atacantes Neymar e Kylian Mbappé, do Paris St Germain, pode tirar o sono dos técnicos rivais, disse o treinador do Manchester City, Pep Guardiola, acrescentando que seu time precisa encontrar uma maneira de deter a dupla na partida de ida das semifinais da Liga dos Campeões nesta quarta-feira.

O City, que almeja conquistar a competição de clubes de elite da Europa pela primeira vez, encara um PSG que pode se gabar de muitos talentos no ataque, e Guardiola disse que não existem estratégias de defesa eficientes contra os campeões franceses.

"Eles são bons demais. Tentei dormir bem a noite passada, e isso foi quando não estava pensando neles", disse Guardiola aos repórteres na véspera do confronto.

"Esta é a realidade. Eles são jogadores de primeira. É por isso que jogam naquele time com a qualidade que têm. Estamos prontos para tentar detê-los, defender como um time, jogar um bom futebol e tentar marcar gols."

Guardiola enfrentou Neymar pela primeira vez quando o atacante do Brasil jogava no Santos que enfrentou seu Barcelona no Mundial de Clubes de 2011.

"Lembro de quando vi alguns vídeos do Santos daquela era e disse aos jogadores (do Barcelona) 'este é o rei do Santos', e todos os jogadores ficaram boquiabertos. Eles disseram 'Meu Deus, que jogador!' É um prazer assisti-lo como espectador", disse.

"Tenho certeza de que, se ele tivesse continuado no Barça, eles teriam conquistado mais duas, três Ligas dos Campeões. Com Neymar, (Lionel) Messi e (Luis) Suárez, os três melhores que já vi."

(Por Shrivathsa Sridhar em Bengaluru)