Atacantes do Fluminense exaltam disputa pela titularidade

O técnico Abel Braga ainda não tem definido o time ideal do Fluminense e isso se torna visível com o passar dos jogos. Porém, o setor que mais desperta dúvidas em relação a um titular absoluto é o comando do ataque.

Contratado no ano passado como solução, Henrique Dourado veio a render mais esse ano. Na noite de quarta-feira deixou a sua marca na vitória de 2 a 0 sobre o Liverpool do Uruguai pela estreia na Copa Sul-Americana. O problema para ele atende pelo nome de Pedro, jovem de 19 anos, revelado nas categorias de base das Laranjeiras, xodó da torcida e que tem respondido com gols quando é chamado. Os atletas tricolores, porém, tratam o tema com muita naturalidade.

“A disputa por posição é sadia e o respeito é um diferencial dentro do nosso grupo. O Pedro é um jovem de muita qualidade e vem pedindo o seu espaço. Todos querem jogar e o Fluminense está vivendo um ano com várias competições, logo, todos vão acabar sendo utilizados várias vezes inclusive. O importante é que ninguém cobra satisfação, pois sabemos que se o técnico não nos avisa se vamos jogar, também não tem que nos avisar quando não vamos” disse Henrique Dourado.

Outro atacante do elenco, Richarlison, também valorizou a disputa por posição e elogiou o fato do Tricolor das Laranjeiras ter algumas opções para o treinador Abel Braga escolher.

Leia mais: Abel valoriza vitória, mas lamenta chances perdidas pelo Fluminense

“O importante é que o Fluminense tenha muitas opções e que todas elas possam dar conta do recado quando o time precisa. Aqui o grupo todo está sendo usado e acredito que vai continuar sendo assim por muito tempo, pois estamos na Copa do Brasil, na Sul-Americana, na Primeira Liga. O Campeonato Carioca acaba esse mês, mas já engrena depois o Brasileirão. Portanto, todos são importantes e vão ajudar”, disse o atacante.

O uso do elenco, inclusive, deverá ser testado já neste domingo, quando o Tricolor enfrenta o Botafogo a partir das 16 horas (de Brasília), no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ), pelas semifinais da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. Como o time já está nas semifinais do Estadual e a Taça Rio não rende vantagens, é possível que o Fluminense use uma formação de reservas diante dos botafoguenses. Ainda mais porque no próximo meio de semana já tem confronto com o Goiás pela quarta fase da Copa do Brasil, uma das prioridades para a atual comissão técnica. O elenco participou de um trabalho regenerativo nesta quinta-feira e apenas nesta sexta-feira à tarde vai acontecer a definição da formação que vai a campo.