Atacante celebra gols em clássicos, mas vê situação como “coincidência”

O atacante Jô vem se destacando pelos gols marcados em clássicos ao longo de 2017. Até o momento, em quatro duelos contra rivais, foram quatro tentos, um em cada partida. O grande sucesso, porém, não tem uma explicação.

Segundo o próprio camisa 7 do Timão, o brilho enfrentando Palmeiras, São Paulo e Santos não passa de uma coincidência. “Acho que é coincidência, me preparo igual para todos os jogos”, garantiu o jogador.

Ao todo, o centroavante corintiano tem seis gols em 2017. Somam-se aos quatro em clássicos os gols marcados diante do São Bento, na primeira rodada do Campeonato Paulista, e contra o Luverdense, pela Copa do Brasil, em Itaquera.

“Trabalho para fazer gols em qualquer jogo, mas venho sendo abençoado em clássicos”, argumentou Jô, que também minimizou comparações com atacantes badalados dos rivais, como o argentino Lucas Pratto, do São Paulo, e Miguel Borja, do Palmeiras.

“Prefiro não ser badalado. Prefiro ficar na minha, trabalhando. Eles (Pratto e Borja) foram contratados por valores altos, já eu vinha há seis meses sem jogar. Prefiro trabalhar com humildade, quietinho, para as coisas continuarem acontecendo”, declarou.

Com o tento marcado no último domingo, contra o Tricolor, Jô foi a cinco gols no Estadual, desempatando a disputa com os centroavantes dos rivais, que balançaram as redes quatro vezes.

*Especial para a Gazeta Esportiva