Astrólogo argentino afirma uso de "feitiçaria" por brasileiros na Bombonera

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Brazil's Palmeiras midfielder Felipe Melo (C) vies for the ball with Argentina's Boca Juniors defender Lisandro Magallan (C-back) and midfielder Lucas Olaza during a Copa Libertadores 2018 first leg semifinal football match at La Bombonera stadium in Buenos Aires, Argentina, on October 24, 2018. (Photo by ALEJANDRO PAGNI / AFP)        (Photo credit should read ALEJANDRO PAGNI/AFP via Getty Images)
Felipe Melo em partida contra o Boca Juniors na Bombonera em 2018. Foto: (ALEJANDRO PAGNI/AFP via Getty Images)

Um astrólogo argentino está acusando equipes brasileiras de terem realizado rituais para amaldiçoar o estádio La Bombonera, casa do Boca Juniors. Giorgio Armas afirmou que o Palmeiras e outros clubes prepararam a feitiçaria no vestiário visitante.

Segundo o astrólogo, como não seria possível que os 'trabalhos' fossem feitos no gramado do imponente estádio, as equipes apelaram para o uso obscuro dentro dos vestiários: "É uma equipe brasileira que enfrentamos várias vezes em partidas decisivas e hoje está na final. Levaram sua gente a fazê-lo e deixaram a maldade. Nos deixamos ser prejudicados no nosso campo e isso nos levou a não ganhar como fazíamos, como mandante, em torneios internacionais".

Leia também:

As acusações de 'magia negra' foram feitas por Giorgio Armas ao periódico Olé, da Argentina. O especialista ainda disse que não apenas os brasileiros, mas colombianos também 'mexeram com energia' em La Bombonera.

Armas chega, inclusive, a citar o sacrifício de animais para garantir resultados positivos: "Os brasileiros e colombianos são fortes nesses assuntos de energia. No campo de jogo não fizeram nada, mas sim nos vestiários, inclusive sacrificando algum animal".

A meta do astrólogo, que é torcedor ferrenho do Boca Juniors, é de que os dirigentes do clube xeneize permitam sua entrada no estádio para, dessa vez, limpar a energia instaurada: "Me comprometo, de forma gratuita, a pernoitar em La Bombonera e limpar bloco por bloco, gramado, arquibancadas, goleiras, casamata... Não foi apenas um ritual, mas muitos."

Por fim, Armas diz que o processo inverso às 'magias' realizadas teria duração de três dias ininterruptos. Segundo o astrólogo, ele já fez trabalhos para eliminar o rival River Plate nos anos de 2003 e 2004 de competições continentais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos