Associação proibe jornalistas de comemorarem gols

Yahoo! Esportes

37ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2011. Vasco e Fluminense disputavam o clássico que poderia dar o título nacional para o Corinthians, em caso de vitória da equipe tricolor. Porém, uma cena chamou a atenção no primeiro gol do Vasco, marcado por Alecssandro.  Eric Faria, repórter da TV Globo, vibra com a rede balançando. Obviamente, o vídeo caiu na internet e gerou muita polêmica.


Relembre a vibração de Eric Faria

Com isto, a Acerj (Associação dos Cronistas Esportivos do Rio de Janeiro) definiu que punirá os profissionais que comemorarem gols atrás das metas. A própria associação confirmou a informação, no entanto, afirmou que não tomou a atitude somente por causa de Eric Faria. O alvo seria o excesso praticado pelos radialistas que ficam em campo. É comum ver a vibração após um tento marcado por equipes fluminenses, tanto que os chefes das rádios se mostram constrangidos com a situação e pretendem conter a empolgação dos empregados.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio


No entanto, a Acerj não sabe qual seria o tipo de punição aplicada ao profissional que vibrasse  com os gols dentro de campo. E na relação de ‘normas da imprensa’ divulgadada nesta terça (10), não consta nenhum tipo de punição, apenas orientações para o comportamento durante o trabalho. As únicas punições previstas são advertência e punição ao veículo na rodada seguinte em caso de reincidência. Se cometer uma infração pela terceira vez, o veículo seria impedido de cobrir o Campeonato Estadual. 


Como o caso de Eric Faria repercutiu bastante entre torcedores e imprensa, a Acerj parece que resolveu cobrar os outros profissionais que comemoram os gols de suas equipes nos estádios cariocas.



Leia também