Assistente social diz que Pistorius está arrasado e sente falta de Reeva

Reuters
Oscar Pistorius durante julgamento na África do Sul
.

Exibir foto

O atleta paralímpico sul-africano Oscar Pistorius durante julgamento em Pretoria, na África do Sul, nesta …

JOHANESBURGO (Reuters) - A assistente social Yvette Schalkwyk, designada pelo governo para dar apoio emocional a Oscar Pistorius depois que ele matou a namorada, Reeva Steenkamp, disse a um tribunal nesta quinta-feira, no qual o astro sul-africano do atletismo está sendo julgado, que ele ficou arrasado após o assassinato.

Yvette, que tem visitado Pistorius desde a morte de Reeva, em 14 de fevereiro do ano passado, rejeitou insinuações de que ele esteja usando suas emoções para se desviar de duros questionamentos na corte, na qual ele repetidamente tem irrompido em lágrimas.

"Fiquei muito aborrecida quando li que pessoas estavam dizendo que Oscar fez aulas de interpretação", disse ela na Alta Corte de Pretória. "Eu queria vir aqui e falar do que eu vi."

Ela declarou que o atleta olímpico e paralímpico, de 27 anos, lhe falou que sentia falta da namorada e ficava chorando "80 por cento do tempo". Reeva, que era formada em direito e trabalhava como modelo, morreu quase instantaneamente depois de ser atingida por quatro balas de 9 milímetros disparadas através da porta do banheiro.

Pistorius diz que foi um erro trágico, pois confundiu Reeva com um intruso que tivesse invadido sua luxuosa casa em Pretória. A promotoria alega que ele disparou num momento de fúria depois que o casal teve uma discussão.

O promotor Gerrie Nel qualificou a informação de Yvette como irrelevante, mas a juíza Thokozile Masipa disse que o ponto de vista dela é válido, já que Nel tinha acusado o atleta de se descontrolar emocionalmente todas as vezes que está sob pressão de testemunhas.

Se for condenado, Pistorius pode pegar a prisão perpétua.

(Reportagem de Nomatter Ndebele)

Exibir comentários (0)
Os sites do Yahoo Esportes e do Esporte Interativo agora estão separados. Por favor, escolha qual deseja acessar:
  • Falta 1 ano para a Olimpíada. Se ela começasse hoje.... quem teria chances de medalha?

    Falta 1 ano para a Olimpíada. Se ela começasse hoje.... quem teria chances de medalha?

    Em 5 de agosto de 2016 teremos a cerimônia de abertura da Olimpíada do Rio de Janeiro. Há 1 ano do início dos jogos, apresento quais atletas e esportes tem chances de brigar por medalhas ou que podem ser surpresas, se  os jogos começassem hoje .   Mais »

    Blog Romano Olímpico - 4 horas atrás
  • Daniel Hernández acredita que Furacão pode brigar por "grandes coisas"

    Reforço contratado na janela de transferências, Daniel Hernández estreou pelo Atlético Paranaense na vitória sobre o Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro, e não escondeu a satisfação por ter chegado à Baixada em um momento de alta da equipe. O meia gostou de seu primeiro contato com o futebol brasileiro, mas exaltou mesmo a força da equipe. Mais »

    Gazeta Press - 4 horas atrás
  • Vídeo revela discussão ríspida entre Guardiola e De Jong em amistoso

    Pela semifinal da Copa Audi, a vitória do Bayern de Munique sobre o Milan por 3 a 0, na tarde desta terça-feira, teve clima do amistoso por quase todo o tempo, exceto o intervalo. Irritado por entrada de Nigel De Jong em Kimmich durante a primeira etapa, que culminou em substituição do jovem meia alemão, Pep Guardiola esperou o holandês no túnel de acesso aos vestiários da Allianz Arena para reclamar com ele por causa do lance e, após calorosa discussão, poderia ter sido agredido pelo volante holandês, que foi segurado por seus companheiros de time. Mais »

    Gazeta Press - 4 horas atrás
  • Corinthians se junta a Americana e disputará Liga de Basquete Feminino

    Equipe de Americana é bicampeã da LBF A Liga de Basquete Feminino (LBF) do Brasil terá um grande postulante ao título na temporada 2015/2016. Atual bicampeão do torneio, o Americana fechou uma parceria com o Corinthians para a disputa da liga.Segundo publicado no site oficial do Timão, o grande objetivo da associação com a equipe do interior paulista é “aumentar a visibilidade e o profissionalismo do basquete feminino no Brasil”. Além disso, o Corinthians/Americana surge a um ano dos Jogos Olímpicos Rio 2016, onde a equipe brasileira buscará o tricampeonato. ... Mais »

    Gazeta Press - 4 horas atrás
  • Ataque não funciona e paranistas ainda lamentam desatenção da defesa

    Muita bola no pé e pouca objetividade. Esse foi o Paraná Clube que perdeu para ao América Mineiro por 2 a 0, no Estádio Independência, e viu seus planos de reagir ainda no primeiro turno e se aproximar do grupo de líderes ruírem em duas falhas da defesa. O zagueiro Luciano Castán, autor da penalidade que deu origem ao segundo gol, acredita que a forte marcação do adversário foi eficiente para parar um ataque inerte.“Hoje não deu certo. O América marcou muito firme. ... Mais »

    Gazeta Press - 4 horas atrás