► ASSISTA: "Dimitri Payet é um dos melhores do mundo", afirma Dória

O zagueiro do Olympique de Marselha, Dória, apontou o meio-campista Dimitri Payet como um dos melhores jogadores do mundo.

Payet retornou ao seu ex-time, na janela de transferências de janeiro, depois de dois anos na Premier League, jogando pelo West Ham.

E o defensor brasileiro confia no francês para levar o Olympique de Marselha de volta ao topo da Ligue 1 e para a disputa da Champions League.

"Payet é um dos melhores jogadores do mundo", disse Dória à Goal.

"Eu já o conhecia desde o meu primeira passagem aqui, ele é um cara muito engraçado, e ele é um jogador determinado, com muita técnica", afirmou ele.

"Estou feliz por vê-lo voltar. Principalmente, estou feliz pelo que ele conseguiu depois de sair e, em seguida, retornou enquanto ainda está no mesmo nível. Acho que isso é importante", analisou o brasileiro.

O retorno de Payet ao clube coincidiu com a chegada de Patrice Evra, vindo da Juventus, e Dória está confiante de que a dupla experiente reforçará ainda mais o plantel, assim como o treinador Rudi Garcia, que espera levá-los de volta às competições europeias.

"Acho que todos percebem que temos uma melhor chance de terminar em uma posição melhor com jogadores que já têm experiência internacional, que já foram campeões com suas seleções e em grandes clubes", acrescentou Dória.

Patrice Evra Marseille

(Foto: Getty Images)

"Eu acho que o fato de que [Payet e Evra] fazem parte do grupo solidifica nossa equipe. E reconhecemos que podemos chegar ainda mais longe do que imaginávamos anteriormente", projetou ele.

"Podemos ver com as contratações de Evra e Payet que os novos proprietários vieram mudar as coisas e pretender conseguir grandes vitórias. Eu acredito que a mudança também veio com o novo treinador. A diferença é a sua mentalidade, ele quer ganhar o tempo todo e passa isso para os jogadores", confirmou ele.

"Queremos ser campeões da França e estar de volta na Champions League. Isto é o mais importante nos próximos cinco anos", concluiu Dória.