Assinatura com o Arsenal, ligação ao vivo e processo na Justiça: relembre a treta entre Milly Lacombe e Ceni

LANCE!
·2 minuto de leitura


A jornalista Milly Lacombe voltou a virar assunto, nesta terça-feira, ao comentar sobre o "superestimado" Kaká. Nas redes sociais, muitos internautas lembraram o desentendimento que a ex-SporTV teve com o então goleiro Rogério Ceni, do São Paulo, em 2011, ao vivo no programa "Arena SporTV". Assinatura em possível negócio com o Arsenal e bate-boca ao vivo: relembre o desentendimento entre eles com o LANCE!

+ Paulistão pode parar! Veja como está a tabela de classificação do estdual

A discussão começou após Milly dizer na atração de Cléber Machado, em 2011, que não conseguia "deixar de lembrar de quando ele falsificou a assinatura do Arsenal", recordando um episódio em 2001, quando Rogério Ceni se afastou do clube paulista para negociar uma possível ida para a Inglaterra. Ela ainda fez críticas ao goleiro em campo. Revoltado, Ceni ligou para o programa.

Em ligação ao vivo, Rogério pediu que a jornalista comprovasse a falsificação da assinatura. Na época, Rogério pediu mais respeito. Ele processou Milly Lacombe por danos morais e ganhou a ação, apesar da tentativa de recurso da jornalista. A cena durou cerca de oito minutos (assista abaixo).

- Dizer que eu falsifiquei uma assinatura, aí você vai ter que provar. Você pode não gostar de mim, achar que eu sou ruim, péssimo... E eu respeito. Não tem problema, você pode falar tudo que quiser sobre mim, agora, dizer que eu falsifiquei uma assinatura, você vai ter que mostrar isso para as pessoas - disparou Rogério ao vivo.

Milly ainda se defendeu e logo foi interrompida pelo goleiro. Ele disse que teria gravado e cobrou mais responsabilidade da jornalista. Ela, porém, rebateu e afirmou que o jogador teria o espaço para explicar a situação.

- Isso você não pode falar, porque você está em um canal de televisão... Sinto muito, você vai ter que provar. Você sabe porque tocou na história - disse Rogério, que logo foi acalentado pelo apresentador Cléber Machado.

Em 2006, o agora treinador do Flamengo recebeu a indenização por danos morais da jornalista. Segundo informações da época, o eterno camisa 1 são-paulino já havia ganhado a causa que movia contra a ex-comentarista do SporTV, que teria aceitado pagar um terço da quantia pleiteada pelo jogador. Os valores não foram divulgados.

Assista como foi a discussão entre Milly Lacombe e Rogério Ceni no SporTV: