Assim como tênis, camisetas e shorts, lingerie certa também melhora rendimento de atividades físicas

·2 min de leitura


A prática de exercícios físicos, cada vez mais importante para a saúde e o bem-estar das pessoas, exige disposição, concentração e uma boa dose de conforto, claro. O uso de tênis e roupas compatíveis com a atividade fez com que a indústria da moda apostasse forte no segmento, com lançamentos focados nos esportes. Mas o cuidado com o conforto não se resume a isso. A roupa íntima também entrou na lista, com uso de tecidos transpiráveis ou peças que sustentem os seios de forma correta.

“O suor é importante no gasto calórico. Por isso, escolher uma peça com tecido tecnológico, que permita que o corpo transpire sem barreiras, pode influenciar nos resultados”, ensina Laura Zani, diretora de moda e estilo da Duzani Lingerie.


Entre os melhores materiais para a prática esportiva estão a microfibra e o algodão. As calcinhas de lycra, por outro lado, devem ser deixadas de lado, pois retêm suor e podem provocar alergias.

“Além disso, o modelo deve ser o mais confortável, para evitar a fricção entre as pernas. Dê preferências ainda às sem costura, o que evita dobras nos tecidos e consequentemente incômodos", explica Zani.

De acordo com a especialista, também é importante evitar elásticos grossos e pedrarias, pois, além de marcarem na roupa de ginástica, eles podem machucar durante a prática do exercício.

“As calcinhas muito finas e apertadas nas laterais marcam a roupa e podem deformar o corpo a longo prazo, pois irão fazer pressão constante na região e modelar o corpo daquela forma”, alerta Zani.

No caso dos sutiãs, o ponto destacado é a sustentação dos seios, que deve ser ponto de atenção para as mulheres. O ideal é que o top ou sutiã tenha costuras reforçadas para garantir a firmeza do busto durante o movimento, ajudando a postura e, consequentemente, reduzindo a incidência de lesões. Segundo ela, o estilo nadador é o mais anatômico para o momento da musculação.

“É comprovado cientificamente que o uso do sutiã errado pode influenciar diretamente na saúde. Isso porque a peça garante a distribuição do peso entre as mamas e influencia na pressão que exercem na coluna cervical. No caso de peças muito apertadas, pode ocorrer uma compressão da coluna para frente, uma tentativa de aliviar o incômodo causado, bem como a limitação dos movimentos. Além disso, a circulação sanguínea também pode ficar comprometida”, alerta Laura Zani.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos