Ary Borges ironiza arbitragem por expulsão no Choque-Rainha pelo Brasileirão Feminino

·1 minuto de leitura


Um dos destaques do Palmeiras Feminino, a meio-campista Ary Borges esteve envolvida em dois lances capitais no Choque-Rainha deste domingo (6), que acabou empatado em 1 a 1. Além de ter sofrido um pênalti claro, não marcado por Daiane Muniz dos Santos, a meia foi expulsa após ter sido agredida por Gislaine, do São Paulo, com um soco.

>> ATUAÇÕES: Wesley brilha em vitória do Palmeiras sobre a Chapecoense
>> Confira a tabela do Brasileirão Feminino 2021 e faça sua simulação

Algumas horas depois do apito final no clássico, a atleta utilizou sua conta do Twitter para ironizar a decisão tomada pela árbitra do jogo. No post, Ary pediu desculpas por “direcionar o rosto ao punho de outra pessoa. Foi no calor do jogo e essas coisas acontecem, desculpa mesmo!!!”

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Apesar do erro contra o Palmeiras, o lance não pode ser contestado em campo, uma vez que o Brasileiro Feminino A1, diferente do Brasileiro masculino, não conta com VAR em suas partidas. O árbitro de vídeo só será utilizado nas semifinais e na decisão do campeonato.

Já classificado para as quartas de final, o Palmeiras não contará com Ary no próximo jogo das Palestrinas, marcado para 20 de junho, que será disputado contra o Napoli-SC. Além disso, a atleta desfalca o Verdão nos próximos dias, já que ela foi uma das quatro convocadas por Pia Sundhage para dois amistosos, contra Rússia e Canadá, que fazem parte da preparação da Seleção Brasileira para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos