Arturo Vidal é hospitalizado após receber diagnóstico de Covid-19

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O meio-campista chileno Arturo Vidal, 34, precisou ser hospitalizado em seu país após receber diagnóstico de Covid-19. Com isso, ele não poderá atuar nas partidas contra Argentina e Bolívia, nos dias 3 e 8 de junho, respectivamente, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022.

Em nota, a comissão médica da seleção chilena afirmou que o atleta foi contaminado após ter contato com uma pessoa infectada pelo novo coronavírus, mas que estava assintomática. Na segunda-feira (31) à noite, o atleta apresentou quadro febril.

Ainda de acordo com a comissão, Vidal já havia sido isolado do grupo comandado pelo técnico Martín Lasarte como medida preventiva. Os demais atletas e membros da comissão técnica também realizaram testes, que deram resultado negativo para o coronavírus.

"Desta vez não poderei estar em campo, mas apoiarei meus companheiros com todas as minhas forças. Agradeço a todos os trabalhadores da saúde que estão lutando contra essa enfermidade. E peço, por favor, a quem possa: se vacine!", escreveu o jogador da Inter de Milão (ITA) no Instagram.

Vidal, assim como os demais atletas convocados pela seleção chilena, recebeu a primeira dose de vacina contra o coronavírus no dia 28 de maio, enquanto estava concentrado com o resto da delegação para os jogos pelas Eliminatórias.

O Chile é o sexto colocado do torneio, com 26 pontos. Apenas os quatro primeiros colocados garantem vaga na Copa do Mundo, enquanto o quinto disputará uma repescagem. O Brasil lidera a disputa, com 12 pontos em quatro rodadas.