Artilheiro, Willian já bateu no Verdão seus números de 2016 no Cruzeiro

Bicampeão brasileiro pelo Cruzeiro, Willian chegou ao Palmeiras depois de um 2016 decepcionante. Se na temporada passada o atacante fez poucos gols e acabou criticado pela torcida celeste, em 2017 tudo mudou: em apenas quatro meses o camisa 29 já tem números melhores do que os de seu último ano em Belo Horizonte (MG).

Em 2016 foram 48 partidas, uma assistência e sete gols para Willian. No Verdão, ele tem 21 jogos, duas assistências e oito gols - dois deles na importante vitória sobre o Peñarol (URU), fora de casa, na última quarta-feira.

Os números dão ao jogador a artilharia palmeirense neste início de temporada - Dudu, com cinco gols, Róger Guedes e Borja, com quatro, vêm na sequência. O colombiano, goleador pelo Atlético Nacional no ano passado e contrato por quase R$ 35 milhões, ainda não engrenou.

Antes da chegada do camisa 12, Willian vinha sendo usado como centroavante. Voluntarioso e embalado, ele passou a ser testado aberto tanto pela direita quanto pela esquerda e continuou tendo participações importantes.

No Uruguai, sua entrada e a de Tchê Tchê deram novo fôlego para o Verdão virar o jogo após perder por 2 a 0 na primeira etapa. Quarta, contra o Jorge Wilstermann (BOL), Eduardo Baptista ainda terá o retorno de Dudu, que estava suspenso.

O técnico ainda não deu pistas sobre o time que entrará em campo, mas Willian é uma opção, tanto na vaga de Borja quanto na de Róger Guedes.









E MAIS: