Artilheiro, Wellington Tanque fala da possibilidade de voltar ao Brasil

Brasileiro em campo pelo Vissel Kobe (Foto: Divulgação)
Brasileiro em campo pelo Vissel Kobe (Foto: Divulgação)


As duas temporadas em que o atacante Wellington Tanque vestiu a camisa do Vissel Kobe reforçaram a boa imagem que o jogador vem construindo no futebol nipônico desde 2013. Um dos maiores artilheiros brasileiros da década no país asiático, Tanque fez um balanço positivo do período que defendeu a equipe de Podolski, David Villa e cia.

- Assim como no Avispa e no Shonan, fui no Vissel o mesmo profissional dedicado de sempre e os meus números comprovam isso. Foram 21 gols e 10 assistências que contribuíram para muitas vitórias importantes do time. Encerrei minha passagem pelo clube consciente de que correspondi às esperanças depositadas em mim quando cheguei - afirmou.

Artilheiro e maior garçom da equipe de Iniesta em 2018, Wellington teve média de quase meio gol por jogo na temporada que se encerrou há algumas semanas. Prestes a anunciar seu futuro, o atleta que recebeu proposta do Botafogo há menos de um ano fala de sua expectativa para 2020.

- Tenho 31 anos e uma carreira sólida. Sou muito respeitado no futebol japonês após vários anos sendo o principal homem-gol dos times em que joguei. Retornar ao Brasil é possivel, existem algumas possibilidades reais. Isso quase se realizou ano passado, mas acredito que acontecerá no momento certo -encerrou.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também