Artilheiro do Santos no ano, Vitor Bueno pode ser vetado por Dorival

SAMIR CARVALHO

SANTOS, SP (FOLHAPRESS) - O meia Vitor Bueno corre o risco de perder a posição de titular após a derrota do Santos para a Ponte Preta por 1 a 0, no último sábado (1º), no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O técnico Dorival Júnior se vê pressionado a reverter o placar para classificar a equipe santista para a semifinal do Campeonato Paulista e, por isso, deve mexer no time titular.

O treinador cogita recolocar Copete na equipe titular. O colombiano perdeu a posição para Bruno Henrique, mas pode voltar ao time na vaga de Vitor Bueno. Dorival testou essa formação no segundo tempo do jogo contra a Ponte Preta e viu o colombiano ser mais eficiente na marcação de Nino Paraíba e Clayson.

Outra "sombra" de Vitor Bueno é Vladimir Hernández, que virou uma espécie de xodó dos santistas devido ao gol de bicicleta logo em sua estréia, na vitória por 5 a 1 diante do Kenitra, do Marrocos. Nesse mesmo jogo, Bueno marcou dois gols.

Vitor Bueno não repete as atuações do último ano, mas o curioso é que os números do meia contrariam a ideia de Dorival e até de parte da torcida do Santos, que pega no pé do jogador nesta temporada.

O camisa 7 é o artilheiro do Santos em 2017, com seis gols em 14 jogos. Rodrigão vem logo atrás, com quatro gols. A fase goleadora de Vitor Bueno não é nova. No ano passado marcou dez vezes e só perdeu para Ricardo Oliveira, autor de 11. Além disso, segundo estatísticas do Footstats, Vitor Bueno é o jogador que mais finaliza no Santos e quem mais acerta o gol. São 20 chutes, 12 deles corretos.

Vitor Bueno também é segundo jogador que mais cria jogadas para os companheiros de time (assistências para finalizações). São 14 contra 15 de Lucas Lima, que vive grande fase em 2017 e lidera a equipe no ano em passes para gol. Outra vertente que apresenta é com relação aos cruzamentos. Apesar da liberdade dada por Dorival a Zeca e Victor Ferraz, Bueno lidera no quesito com 20 bolas alçadas de forma correta, ao todo.

Se não bastasse, o jogador apresenta disposição na marcação. Depois de Thiago Maia, principal ladrão de bolas, ele foi quem mais cooperou com a equipe, com 17 roubadas. Vitor Bueno é o segundo colocado também em dribles certos. São 7 contra 9 de Bruno Henrique.