Artilheiro por Juve e Milan, Inzaghi "lamenta" recordes de Messi e CR7

Goal.com

Com 288 gols em uma carreira que durou mais de 20 anos, ninguém pode dizer que Filippo Inzaghi balançou pouco a redes. A não ser, claro, que estejamos o comparando com os "extraterrestres" Lionel Messi e Cristiano Ronaldo.

Essa é exatamente a "indignação" do italiano, campeão duas vezes da Champions com a camisa do Milan. O jogador, que terminou a carreira com 70 gols em competições europeias, tinha tudo para ser mais valorizado, não fosse a dupla.

Em tom de brincadeira, Inzaghi se declarou triste e citou Raúl, outro grande goleador do começo do século, especialmente com a camisa do Real Madrid. Tanto o espanhol quanto o italiano aparecem na lista dos dez maiores artilheiros da Liga dos Campeões, mas muito atrás de Messi e Cristiano.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Eu fico chateado quando eu vejo Messi e CR7. Cada vez que eles marcam, parece que eu e Raúl fizemos menos coisas em comparação." brincou o ídolo do Milan. Primeiro e segundo maiores goleadores da Champions, os dois são os únicos jogadores com mais de 100 gols em partidas da competição.

Hoje, treinador, Inzaghi está no seu quarto clube, o Benevento, da segunda divisão italiana, depois de passagens mal-sucedidas por Milan e Bologna. No comando do equipe, o artilheiro vem brilhando: é o líder disparado da Serie B, com 20 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, Crotone, e está a três vitórias de garantir uma vaga na Serie A.

E uma das motivações do agora técnico é o próprio Cristiano Ronaldo. "Eu sempre uso CR7 como um exemplo no vestiário. Eu o conheço, sempre treinou muito, é uma inspiração." declarou o ex-jogador.

Quando Raúl bateu recordes e recordes na Liga dos Campeões da Uefa, muitos acreditavam que suas marcas nunca seriam batidas. De repente, Messi e o português mostraram que o esporte está sempre evoluindo. Fica o questionamento: alguém conseguirá bater o número de gols da dupla?

Leia também