Artilharia do Gaúcho faz Pablo se preocupar com o colorado Brenner

Pablo ainda conhece pouco sobre Brenner, do Internacional. O fato de o atacante adversário liderar a relação de artilheiros do Campeonato Gaúcho, com os mesmos sete gols marcados pelo gremista Bolaños, no entanto, já é suficiente para o zagueiro do Corinthians se preocupar. Os dois clubes irão se enfrentar nesta e na próxima quartas-feiras, pela quarta fase da Copa do Brasil.

“Sabemos que o Inter tem o artilheiro do Campeonato Gaúcho. Não me lembro do nome dele. Brenner? Isso mesmo”, confirmou Pablo, respeitoso, apesar da falta de memória ao citar o atleta revelado pelo Juventude. “Se ele é o artilheiro do Gaúcho, significa que devemos ter um pouquinho mais de atenção. Deve ser um jogador de qualidade, porque está fazendo muitos gols”, elogiou.

Brenner está longe de ser a única preocupação do defensor corintiano. Pablo está ciente de que a rivalidade entre Corinthians e Internacional ficou exacerbada desde que ambos foram os principais concorrentes pelo título do Campeonato Brasileiro de 2005. Derrotado naquela ocasião, em meio ao escândalo da Máfia do Apito, o clube gaúcho colaborou indiretamente com o rebaixamento do paulista à Série B ao perder para o Goiás dois anos depois. Em 2009, com o vice-campeonato da Copa do Brasil, virou alvo de chacota por ter divulgado um DVD com imagens de supostos favorecimentos de arbitragem ao oponente.

“Vamos entrar com foco e pegada porque será um jogo duríssimo”, avisou Pablo, prevendo novos duelos marcantes para Corinthians e Inter. “A história tem mostrado isso. Sempre foram grandes jogos entre os dois clubes”, observou.

Ex-gremista

Pablo sabe bem como é rivalizar com o Inter. Em 2012, ele defendeu o Grêmio. “Tive uma experiência muito boa em Porto Alegre. Estava com 19 para 20 anos, com muita coisa para aprender, e peguei o Caio Júnior e o Vanderlei Luxemburgo como treinadores”, recordou. “O Grêmio é o Grêmio, com a sua torcida, a sua grandeza e os títulos. Só que não cheguei a jogar contra o Inter pelo time principal”, ponderou.