Maior vencedor em Jerez, Rossi defende ponta do campeonato no GP da Espanha

Jerez de la Frontera (Espanha), 3 mai (EFE).- Em busca da primeira vitória na temporada, o italiano Valentino Rossi (Yamaha) defenderá a liderança da MotoGP neste fim de semana no Grande Prêmio da Espanha, disputado no circuito de Jerez de la Frontera, onde é o maior vencedor da história na categoria principal.

Rossi é o primeiro colocado do Mundial, com 56 pontos, seis a mais que seu companheiro de equipe, o espanhol Maverick Viñales, que levou a melhor nas duas primeiras provas do ano, no Catar e na Argentina, mas sofreu uma queda no GP das Américas e não completou a corrida.

Atrás deles, em terceiro lugar, aparece outro piloto da casa, o atual campeão Marc Márquez, que subiu ao ponto mais alto do pódio em Austin e foi a 38 pontos. No entanto, em Jerez, ele triunfou apenas uma vez na MotoGP, em 2014.

Na luta pela primeira vitória de 2017, Valentino terá a seu favor, além de uma moto que vem se mostrando bastante confiável no ano, o retrospecto do GP da Espanha, com sete triunfos, um recorde na categoria mãe. No ano passado, cruzou a linha de chegada à frente de todos os concorrentes e quebrou um jejum na corrida que abre o calendário europeu que já durava desde 2009.

"Esta é a primeira corrida europeia e é um circuito do qual eu gosto muito", declarou o italiano, que admitiu: "Não poderia imaginar que chegaria a Jerez na liderança do Mundial".

Será uma disputa entre uma série de competidores da casa contra Rossi, provavelmente entre Yamaha e Honda. Viñales quer retomar o caminho das vitórias após o abandono nos Estados Unidos, enquanto Márquez quer embalar. Correndo por fora, aparece Dani Pedrosa, companheiro de equipe do atual campeão, que não sabe o que é triunfar em Jerez desde 2013.

Em um segundo escalão, aparece a Ducati, com o italiano Andrea Dovizioso e Jorge Lorenzo, último piloto da casa a vencer a prova espanhola, em 2015. O tricampeão é apenas o 13º colocado do campeonato, com 12 pontos, e tenta dar a volta por cima, já que, após nove anos na Yamaha, tem como melhor resultado em sua nova equipe o nono lugar obtido em Austin.

O competidor mais dominador neste início de temporada na Motovelocidade é o ítalo-brasileiro Franco Morbidelli, que levou a melhor nas três primeiras corridas da Moto2. O piloto da Marc VDS Kalex já soma 75 pontos, 19 a mais que o segundo colocado da categoria, o suíço Thomas Luthi (Intervetten Kalex), vice-campeão da temporada passada.

Na Moto3, o líder é o espanhol Joan Mir (Leopard Honda), que soma 58 pontos, mas ficou apenas em sexto nos EUA, depois de ter vencido no Catar e na Argentina. A segunda posição é do compatriota Jorge Martin (Gresini Honda), com 52. EFE