Arsenal encaminha acordo, e joia do Ituano corre atrás de passaporte europeu

Yahoo Esportes
(Foto: Gazeta Press)
(Foto: Gazeta Press)

Por Guilherme Dorini, de Londres

O Arsenal encaminhou um acordo para contratar Gabriel Martinelli. Eleito a grande revelação do Campeonato Paulista na última segunda-feira (22), o jovem atacante de 17 anos era monitorado pelo Manchester United, além de clubes brasileiros, como Santos, Flamengo e Cruzeiro, mas dará seus próximos passos no Emirates Stadium, na capital inglesa. De férias, ele já está na Itália agilizando o processo do passaporte europeu, fundamental para atuar no futebol inglês.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Apesar de os valores serem mantidos em sigilo, o Yahoo Esportes apurou que a quantia gira em torno de 6 milhões de libras (R$ 30,6 milhões) e a tendência é que Martinelli seja apresentado já na próxima janela de transferências, em junho, quando completa 18 anos e fica liberado para se transferir para o exterior.

Segundo apurou a reportagem, o Manchester United estava à frente do Arsenal. Martinelli participava de um programa de monitoramento do clube e chegou a ir duas vezes para a Inglaterra para ser visto de perto pelos analistas. A prioridade de compra, inclusive, era do United, que, no entanto, preferiu não exercer o direito após todos os testes feitos. O jovem ainda passou duas semanas em Barcelona, conhecendo a estrutura do clube catalão.

Tratado como um fenômeno por pessoas que trabalharam com ele dentro do Ituano, a ideia é que, a princípio, ele seja integrado ao time B do Arsenal, uma espécie de sub-23, mas já com uma data estipulada para subir e participar da rotina da equipe principal dos Gunners. Por isso, a questão do passaporte europeu é fundamental.

Ter um documento europeu, italiano neste caso, não serve apenas para evitar utilizar uma vaga de extracomunitário no elenco. No Reino Unido, a importância é muito maior. Isso porque vistos de trabalho são muito mais complicados de serem obtidos do que em outros países europeus – processo descartado caso o atleta tenha cidadania do Velho Continente.

Um bom exemplo é o volante Douglas. Contratado como grande promessa pelo Manchester City, o jovem de 20 anos ainda não conseguiu atuar pela equipe justamente por não ter o passaporte europeu. Apesar dos apelos de Tite e do próprio Pep Guardiola, o ex-jogador do Vasco teve o visto negado pela Federação Inglesa (FA) no começo da temporada passada, o que o obrigou a ser emprestado novamente.

Sem o passaporte europeu, era muito provável que acontecesse o mesmo com Martinelli, já que, pelas regras, um jogador precisa de um mínimo de partidas internacionais por sua seleção para ter visto de trabalho e poder jogar na liga inglesa.

Destaque no Paulistão

Mesmo sem chegar à decisão com o Ituano, Martinelli brilhou na premiação do Campeonato Paulista desta temporada, realizada na noite da última segunda-feira (22). Além de integrar a seleção do torneio, o atacante ainda foi escolhido como revelação e Craque do Interior.

Um dos seus melhores momentos aconteceu na goleada por 5 a 1 sobre o Santos, que o fez, inclusive, a receber diversos elogios de Jorge Sampaoli. Martinelli encerrou sua participação como vice-artilheiro, tendo anotado seis gols, além de três assistências.

Veja mais no Yahoo Esportes:

Corinthians tenta antecipar chegada de Gil para julho

Flamengo calcula quatro vezes mais lucro com Maracanã

A seleção de Praetzel do Campeonato Paulista

Globo contrata Salvio Spinola para comentar arbitragem na TV

Leia também