Arsenal deve pagar R$ 1,1 bilhão pela chegada de atacante da Fiorentina

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Vlahovic tem se destacado pela Fiorentina (Foto: VINCENZO PINTO/AFP)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Arsenal
    Arsenal
    Ao VivoHojeAmanhãx--|


O Arsenal deve pagar 150 milhões de libras (R$ 1,1 bilhão) caso contrate o atacante Dusan Vlahovic, da Fiorentina, segundo o "Daily Mail". Apesar do alto valor, os Gunners não se sentem desencorajados e buscam um acordo pela chegada do jovem de 21 anos nesta janela de transferências de janeiro.

O clube inglês também está ciente de que deve arcar com o salário de 300 mil libras (R$ 2,3 milhões) semanais com o sérvio e que o atleta deve exigir um contrato por cinco temporadas. No entanto, o principal ponto de discórdia é relacionado aos valores que os empresários do jogador cobram para si.

> Veja a tabela da Premier League

Ainda assim, o acordo ainda é discutido, pois a questão financeira não é o único fator que interessa para Vlahovic. O atacante está determinado a jogar no mais alto nível da Europa, o que o Arsenal não oferece neste momento, disputando apenas a Premier League e a Copa da Liga Inglesa.

No entanto, há a possibilidade do sérvio ser convencido pelo projeto que os Gunners estão construindo com o técnico Mikel Arteta. Há o entendimento no Emirates Stadium de que a contratação pode ser cara, mas o acordo também deve beneficiar o clube esportivamente nos próximos anos.

Dusan Vlahovic chegaria com grandes chances de assumir a titularidade do ataque, uma vez que Aubameyang está afastado e Lacazette tem contrato com os londrinos até o fim da temporada. O sérvio se juntaria a outros jovens, como Saka, Smith Rowe e Odegaard com grandes expectativas para o futuro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos