Arrascaeta marca duas vezes, Cruzeiro elimina América-MG e vai à final

O Cruzeiro está garantido na final do Campeonato Mineiro. Neste domingo, a Raposa venceu o América-MG por 2 a 0 no Mineirão, com dois tentos de Arrascaeta, e avançar à decisão do Estadual. A primeira partida, no Independência, terminou em empate por 1 a 1.

A classificação celeste foi muito valorizada pelo adversário, que lutou muito e não se entregou até o apito final do árbitro Emerson Ferreira de Almeida. A última vez que o Cruzeiro chegou a uma decisão do estadual foi em 2014, quando foi campeão.

O primeiro jogo da final, contra o Atlético-MG, que eliminou a URT na outra semifinal, será domingo, às 16h (de Brasília), no Mineirão.

O JOGO

Buscando abrir o placar logo no início, o América-MG começou o jogo pressionando no Mineirão. Ruy recebeu belo lançamento, avançou em direção à linha de fundo e cruzou rasteiro, buscando Hugo Almeida. Mas Léo, atento, chega por baixo e corta para escanteio.

O Cruzeiro adotava postura mais defensiva, porém, não conseguiu encaixar seus contra-ataques. Aos 18, o Coelho teve nova oportunidade, mas parou na trave. Pará fez cruzamento rasteiro para Gustavo Blanco, que tentou a finalização na área, mas errou. A bola ainda sobrou para Renan Oliveira, que chutou com capricho, no canto de Rafael, que nem se mexeu e viu a bola bater no poste e sair.

Se o América-MG não teve sorte aos 18, o Cruzeiro mostrou competência três minutos depois e abriu o marcador. Rafael Sobis deu belo passe para Diogo Barbosa, que avançou e cruzou de primeira, rasteiro, para o meio da área. Arrascaeta chegou de trás e finalizou bem, também de primeira, sem chances para João Ricardo, colocando a Raposa na frente.

Segundo tempo começa agitado, mas Cruzeiro garante classificação

A segunda etapa começou a todo vapor no Mineirão. No primeiro minuto, o América-MG saiu jogando errado, e Rafinha roubou para o Cruzeiro. O meia rolou para Hudson, que arrisca um belo chute de fora da área, de primeira, com muita força, e mandou a bola no travessão de João Ricardo.

Logo em seguida, o América-MG respondeu com uma boa jogada no ataque. Ruy recebeu na direita, correu na diagonal em direção à área, e achou um belo passe para Hugo Almeida. O centroavante dominou na área, girou e bateu, mas sem força, facilitando a defesa de Rafael.

O goleiro cruzeirense, porém, teve bem mais trabalho com quatro jogados. O América-MG lançou a bola na área com muito perigo. Hugo Almeida subiu bem e cabeceou com categoria, no alto, próximo ao ângulo. Rafael precisou se esticar muito e fez uma belíssima defesa, evitando o gol americano.

O jogo ficou morno e o Cruzeiro só conseguiu assustar de novo aos 38 minutos. Arrascaeta fez bela jogada individual, puxou a marcação dos dois zagueiros e deu belo passe para Ábila, que apareceu na cara do gol. O gringo finalizou com pouca força, e João Ricardo saiu bem para fazer a defesa.

Já na reta final, aos 46 minutos, o Cruzeiro ampliou e fechou ao marcador. Hudson, como um ponta, fez bela jogada, invadiu a área pela esquerda, passou pela marcação, levou até a linha de fundo e rolou para o meio. Arrascaeta, bem posicionado, só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 0 X 2 CRUZEIRO

Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte (MG)

Data: 23 de abril de 2017, domingo

Horário: 18 horas (de Brasília)

Árbitro: Emerson Almeira Ferreira

Assistentes: Wanderson Alves de Souza e Jeferson Antônio da Costa

Público: 21.569 pessoas (18.067 pagantes)

Renda: R$ 399.218,00

Cartões amarelos: Gustavo Blanco, Ruy e Rafael Lima (AMÉRICA-MG); Hudson (CRUZEIRO)

GOLS:

CRUZEIRO: Arrascaeta, aos 21 minutos do primeiro tempo, e 46 do segundo

CRUZEIRO: Rafael; Mayke, Léo, Caicedo e Diogo Barbosa; Hudson e Henrique; Thiago Neves (Ábila), Rafinha (Alisson) e Arrascaeta; Rafael Sóbis (Lucas Silva)

Técnico: Mano Menezes

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Auro, Messias, Rafael Lima e Pará (Marion); Gustavo Blanco (Mike) e Juninho; Gerson Magrão, Ruy (Rubão) e Renan Oliveira; Hugo Almeida

Técnico: Enderson Moreira