Ariel Holan sai em defesa dos jovens do Santos após vitória no Paulistão

LANCE!/DIÁRIO DO PEIXE
·2 minuto de leitura


O técnico Ariel Holan saiu em defesa dos jovens do Santos na coletiva após a vitória sobre a Internacional de Limeira por 2 a 1, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Paulista, no último domingo (18). O comandante santista escalou uma equipe reserva visando o duelo contra o Barcelona de Guayaquil, na terça-feira, pela fase de grupos da Copa Libertadores.

- Temos que trabalhar e melhorar. Às vezes, o time toma um gol, mas isso é parte de um processo de buscar a forma de jogar. Acredito que com o trabalho, com as partidas, os treinos, todos os jogadores vão crescer muito, cada vez mais jogando com eficácia e menos margem de erro. Mas temos que pensar que hoje tínhamos um time que, com o Vladimir, era de uma média de 21 anos. Quero saber que times jogam com uma média de 21 anos? São muitos jovens que jogaram pela primeira vez e que estão ganhando experiência. Sabemos que temos um elenco curto, não vamos repetir todas as vezes e estamos fazendo um trabalho pensando no futuro. É muito importante para o Paulista esse triunfo e a forma que jogamos. Hoje foi muito importante ganhar esse jogo - afirmou o treinador.

O treinador falou sobre a necessidade de jogar com os reservas na partida e achou prematuro tirar conclusões a respeito dos jovens por essa partida. Holan explicou que eles precisam passar por processos de adaptação para, com uma sequência de jogos, serem avaliados.

- Hoje (domingo) eu analiso o jogo com uma equipe reserva, porque temos que jogar Libertadores em 48 horas. Esse primeiro jogo em casa é muito importante, pensar que temos que fazer uma boa Copa Libertadores. Sabemos que alguns jovens tem que fazer sua experiência e a única maneira de fazer é jogando. A partir dai, como são jovens, não se pode ser categóricos. Necessitam de um processo de adaptação, trabalho e oportunidades de jogar. A medida que vão jogando, vamos chegando a uma conclusão. Hoje é muito prematuro fazer conclusões sobre o jogo, mas estou contente com o que eles fizeram dentro de campo - relatou Ariel Holan.

Dos 11 titulares iniciais, oito são muitos jovens: Alex (21 anos), Vinicius Balieiro (21), Robson Reis (20 anos), Jhonnatan (20 anos), Lucas Barbosa (20 anos), Lucas Lourenço (20 anos), Ângelo (16 anos) e Kaio Jorge (19 anos).