Ariel Holan pede demissão e vai deixar o comando do Santos

LANCE!/DIÁRIO DO PEIXE
·1 minuto de leitura


O técnico Ariel Holan não comanda mais o Santos. Em entrevista coletiva na manhã desta segunda, o presidente Andres Rueda afirmou que o treinador pediu demissão após a derrota no clássico para o Corinthians por 2 a 0, na noite deste domingo, na Vila Belmiro.

> Confira a classificação atualizada do Campeonato Paulista

>Veja 30 técnicos brasileiros sem clube atualmente

De acordo com o presidente, o treinador estava insatisfeito pelos resultados ruins da equipe e até assustado por ter sido alvo de protesto dos torcedores. Rueda revelou que o apartamento do treinador foi alvo de rojões nos últimos dias.

Ariel Holan se colocou à disposição para comandar o Santos na partida contra o Boca Juniors, nesta terça, pela Libertadores, mas a diretoria ainda não confirmou se ele irá trabalhar no jogo ou se o time será comandado pelo auxiliar técnico permanente, Marcelo Fernandes.

- Infelizmente, os resultados não apareceram. A torcida tem o direito de ficar brava, de pensar com paixão. Conversando com o treinador após o jogo, de maneira transparente e civilizada, ele solicitou que o jogo de amanhã fosse o último dele no clube. Ele achava que os resultados e o trabalho não estavam aparecendo. Não era o que eu queria, mas a gente aceitou a situação - afirmou Rueda.

Ariel Holan deixa o Santos com 12 jogos, com quatro vitórias, três empates e cinco derrotas.