Argentina usa barras bravas para criar ambiente na Copa do Mundo

Barras bravas da Argentina estão assistindo a Copa do Mundo do Catar. (Photo by Mohammed Dabbous/Anadolu Agency via Getty Images)
Barras bravas da Argentina estão assistindo a Copa do Mundo do Catar. (Photo by Mohammed Dabbous/Anadolu Agency via Getty Images)

A torcida argentina é um dos baratos desta Copa do Mundo do Catar. Em todos os jogos, muita cantoria, festa e apoio aos jogadores. Mesmo com a derrota na primeira rodada para a Arábia Saudita, os torcedores hermanos não deixaram de apoiar a seleção na sequência do torneio.

No entanto, uma reportagem do jornal TyC Sports, da Argentina, mostrou que há mais de 90 barras bravas presentes no Catar. Barra brava, no contexto brasileiro, seria um membro de torcida organizada.

Leia também:

Ainda de acordo com a reportagem, muitos desses barras bravas que estão no Catar não deveriam estar lá, pois cumprem penas na Argentina e fazem parte de uma lista de pessoas que não podem frequentar os estádios no país. E, por consequência, não poderiam deixar a Argentina.

Contudo, vários deles estão na Copa do Mundo e aparecem em imagens divulgadas pela transmissão da Fifa ou de TVs argentinas que estão no Catar na cobertura do Mundial.

Os barras bravas argentinos são conhecidos pela violência e pelo confronto com outros grupos. Segundo a reportagem foram vistos bravas do Boca Juniors, Racing, Argentinos Juniors e outros clubes do apís.

Reportagem questiona ida até o Catar

Ao final da reportagem do TyC Sports, eles questionaram o Ministério de Segurança sobre a ida desses torcedores até o Catar,para saber por quais meios eles conseguiram os ingressos para entrarem nos estádios. Em resposta, o Ministério disse que a Federação Argentina enviou uma lista com o nome das pessoas que compraram os ingressos. E que nela não tinha nenhum nome proibido de deixar o país.

A tendência é que esses torcedores voltem a estar nas arquibancadas no próximo desafio da Argentina que é na próxima sexta-feira (09), às 12h, contra a Holanda, nas quartas de final da Copa do Mundo.