Yankee Stadium moderniza instalações com mais espaços de lazer

Khrystyna Kinson.

Nova York, 7 abr (EFE).- O Yankee Stadium, o mais famoso estádio de beisebol nos Estados Unidos, não tem como meta ser apenas um santuário do esporte, mas se consolidar como atração turística de referência com uma grande oferta gastronômica e de lazer para os visitantes.

A casa do New York Yankees, situada no distrito nova-iorquino do Bronx e inaugurado em 2009, se destaca pela versatilidade e pela capacidade de adaptar o campo para jogos de futebol e beisebol, competições universitárias de futebol americano, shows e outros grandes eventos.

Para a temporada de 2017, que começa oficialmente no dia 10 de abril, o estádio incorporou novos e amplos espaços nos quais os visitantes podem desfrutar de um ambiente relaxado sem perder um minuto sequer do jogo, inclusive terraços com vistas panorâmicas do campo.

Entre as novas instalações apresentadas nesta semana aos jornalistas em um tour guiado, se destacam os camarotes ao lado das arquibancadas centrais, com bares que servem cervejas artesanais, coquetéis e uma grande variedade de comida, além de contarem com conexão USB para dispositivos eletrônicos.

Não se trata apenas de cachorros-quentes, pois no estádio é possível degustar a gastronomia típica da 'Big Apple' e de diferentes cantos do mundo. Além disso, a instalação tem restaurantes de renome como o Lobel's, especializado em carnes de alta qualidade, frequentado pela elite da cidade e com mais de 60 anos de tradição.

Outro atrativo do estádio é o Museu do New York Yankees, que possui uma extensa coleção de troféus e objetos autênticos utilizados nas partidas, com referências ao presente e ao passado das lendas do beisebol.

É dessa maneira que se mantém viva a história do antigo estádio, e com isso a conexão emocional com milhões de torcedores, que podem interagir com objetos como o taco usado na estreia do jogador George Herman Ruth, conhecido como Babe Ruth.

Uma galeria de arte, 51 suítes de luxo, um centro de conferências, banquetes, parques e lojas transformam o colossal estádio em um lugar único para os fanáticos de qualquer esporte e no qual também se apresentaram artistas como Jay Z, Paul McCartney e Metallica.

Com mais de US$ 1,5 bilhão de investimento em sua construção, o Yankee Stadium é uma das instalações esportivas mais caras em nível mundial e conta com os últimos avanços arquitetônicos e tecnológicos para aumentar sua funcionalidade.

O antigo estádio, construído no início dos anos 20 e demolido em 2008, era situado a poucos metros do novo, que incorpora muitos elementos do velho e conta com um espaço maior para lojas e museus, embora tenha menor capacidade.

O renovado recinto conta com 52.325 lugares e abriga amplas áreas de entretenimento e restaurantes cheias de televisões de alta definição, além de cantos que relembram a ilustre história do time local.

Este ícone do esporte considerado como passatempo nacional é também a casa do New York City FC, que disputa a Major League Soccer (MLS).

O estádio multiuso começou a ser utilizado como campo de futebol em 2015, graças a uma transformação feita em aproximadamente três dias e que inclui a redução da capacidade das arquibancadas para evitar problemas de visibilidade.

Assim, o campo de futebol resultante mede 100,5 metros de comprimento por 64 metros de largura, o menor de toda a MLS e com o tamanho mínimo permitido pelas diretrizes internacionais da Fifa.

Cabe destacar que para esta temporada os torcedores poderão ir ao estádio com ingressos a preços mais acessíveis (a partir de US$10), que incluem uma bebida e permitem desfrutar dos jogos de pé em qualquer espaço comum.

A primeira partida de 2017 será disputada na segunda-feira entre New York Yankees e Tampa Bay Rays, da Flórida. EFE