Argentina tem ritual curioso antes das partidas da Copa do Mundo; entenda


Três jogadores da Argentina seguem um ritual inusitado antes de cada jogo pela Copa do Mundo. Leandro Paredes, Papu Gómez e Rodrigo De Paul andam pelo campo em movimentação coordenada e comem balas de mascar. Para o trio, isso trouxe sorte à Albiceleste.

A ação foi iniciada no ano passado, durante a Copa América disputada no Brasil. Nessa edição, os argentinos se sagraram campeões após baterem a Seleção Brasileira no Maracanã - algo que motivou a continuidade do ritual.

Essa tradição "começou" com o goleiro Emiliano Martínez, segundo o TyC Sports. Apaixonado pelos doces, o arqueiro foi impossibilitado de comprá-los devido ao protocolo de combate à Covid. Os argentinos estavam isolados no hotel quando as balas de Martínez acabaram.

O goleiro do Aston Villa teve que recorrer ao irmão. Tempo depois, as balas chegaram ao local. Com a taça conquistada pelos argentinos, os atletas consideraram que os doces trouxeram sorte e o ritual foi mantido no Qatar.

Na sede da Copa, Martínez se antecipou, e novamente com o irmão, conseguiu diversas caixas de bala para não faltarem durante o Mundial e para que a tradição seja mantida pelo trio de meio-campistas.

Emiliano Martínez
Emiliano Martínez

Emiliano Martínez durante o aquecimento para o jogo contra a Austrália (Foto: JUAN MABROMATA / AFP)

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Com o ritual sendo repetido, a Argentina volta a campo na próxima sexta-feira, quando enfrenta a Holanda, pelas quartas de final da Copa do Mundo. O jogo acontece no estádio Lusail, às 16h (de Brasília). Quem passar nessa fase, encara o vencedor de Brasil e Croácia nas semifinais.