Argentina quer dedicar a Maradona triunfo sobre México

A seleção argentina lembrou nesta sexta-feira do eterno ídolo Diego Maradona no dia do segundo aniversário da sua morte e desejou poder dedicar a ele a vitória contra o México, no sábado, na Copa do Mundo do Catar-2022.

"É um dia muito triste. Esperamos que amanhã (sábado) traga alegria para ele, se ele estiver olhando para nós do céu. É o mais importante", disse o técnico Lionel Scaloni em coletiva de imprensa na véspera da partida contra 'El Tri'.

"Parece incrível, quando vemos suas imagens ou agora que é lembrado o aniversário, que ele não está mais aqui. É um dia triste para os argentinos, mas esperamos que amanhã seja um dia feliz e possamos dedicá-lo a ele", disse ele.

A vitória contra o México representa um passo crucial para a Albiceleste, derrotada na terça-feira na estreia contra a Arábia Saudita (2-1). Uma derrota para os mexicanos poderá sinônimo de eliminação do torneio.

O atacante Lautaro Martínez também falou com os jornalistas e assim como Scaloni, dedicou algumas palavras ao aniversário da morte de Maradona, falecido em 25 de novembro de 2020, aos 60 anos.

"Nós o lembramos muito. Para nós, argentinos, ele foi uma pessoa muito importante e o foi para o futebol mundial, não apenas para os argentinos. É um dia triste para todos e esperamos que amanhã possamos dar essa alegria a ele", disse o jogador da Inter de Milão.

dr/psr/aam