Argentina perde dois jogadores a cinco dias da estreia na Copa do Mundo

DOHA, QATAR (FOLHAPRESS) - Há quatro anos, a Argentina perdeu o goleiro Sergio Romero e o meia Manuel Lanzini em espaço de poucos dias antes da estreia na Copa de 2018, na Rússia.

No Mundial de 2022, a seleção volta a ficar sem dois convocados. Nesta quinta-feira (17), o técnico Lionel Scaloni cortou os atacantes Nicolás González, 27, e Joaquín Correa, 28. Ambos se apresentaram lesionados e foram retirados da equipe poucas horas após a chegada ao Qatar.

O substituto de González será Ángel Correa, 27. Ele fazia parte da lista de espera apresentada pela AFA (Associação de Futebol Argentino) à Fifa.

Segundo comunicado da associação, González sofreu uma lesão muscular no treino realizado nesta quinta na Universidade do Qatar, onde a delegação está hospedada. O problema de Joaqúin Correa não foi confirmado. Mas as mudanças já eram especuladas entre integrantes da comissão técnica e dirigentes.

González apresentava problemas físicos e nem sequer foi utilizado no amistoso contra os Emirados Árabes Unidos, em Dubai, na quarta-feira (16). A Argentina goleou por 5 a 0. A contusão original ocorreu no mês passado, em partida pela Fiorentina, no Campeonato Italiano.

Joaquín Correa não apenas entrou em campo como fez um dos gols da vitória. Dois dos nomes mais fortes para substituí-lo são Gio Simeone, que atua no Napoli e é filho do técnico Diego Simeone, e Thiago Almada.

Scaloni havia aberto a possibilidade de mudanças na lista ao declarar que "vários jogadores convocados" não se apresentaram 100%.

"Existe a chance de mudar a relação dos 26. Depende da evolução dos lesionados. Os demais jogaram, e não há muito mais o que dizer. Eles são bem grandinhos e podem dizer se estão em condições ou não", disse o treinador após a vitória no amistoso.

O zagueiro Cuti Romero e o lateral/meia Marcos Acuña também apresentaram contusões no início dos treinos.

Com a saída de González, Scaloni perde nome que era uma espécie de curinga do seu período no comando da seleção ao atuar em diferentes funções. Ele fez parte do elenco campeão da Copa América do ano passado.

Até 24 horas antes do primeiro jogo uma seleção pode informar à Fifa a necessidade de mudar por lesão a lista de 26 convocados. O substituto deve sair da lista prévia de 55 nomes apresentados previamente.

A Argentina estreará na próxima terça-feira (22), contra a Arábia Saudita.