Argentina goleia Bolívia (4-1) em noite mágica de Messi na Copa América

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
Lionel Messi durante a partida da fase de grupos da Copa América-2021 no estádio Arena Pantanal em Cuiabá, em 28 de junho de 2021
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Em noite de Lionel Messi a Argentina goleou a Bolívia por 4 a 1 no encerramento da fase de grupos da Copa América e ganhou moral para enfrentar o Equador nas quartas de final.

Alejandro 'Papu' Gómez, aos 6 minutos, Messi (aos 33 de pênalti e aos 42) e Lautaro Martínez no segundo tempo (65) marcaram os gols argentinos na Arena Pantanal, em uma noite fria em Cuiabá com uma atuação cerebral do astro do Barcelona.

Erwin Saavedra, também na segunda etapa (60), diminuiu para a Bolívia.

Independentemente do resultado, a partida contra 'La Verde' serviu para que Messi continuasse enriquecendo sua trajetória no futebol ao se tornar o jogador argentino com mais jogos disputados pela seleção 'Albiceleste', chegando a 148.

Com seus dois gols desta noite, ele alcançou 75 como o maior artilheiro da história da seleção de seu país.

A Argentina, que terminou em primeiro lugar no Grupo A, enfrenta no próximo sábado o Equador, quarto colocado do Grupo B, valendo uma vaga nas semifinais, em Goiânia.

Com esta vitória sobre a Bolívia, a Argentina comandada por Lionel Scaloni chega a 17 jogos entre oficiais e amistosos sem derrota (10 vitórias e 7 empates). O último revés foi contra o Brasil (2-0), nas semifinais da Copa América-2019, em que a seleção acabou se sagrando campeã depois, como anfitriã.

- Começa o show -

Assim que a bola rolou na Arena Pantanal, a Argentina mostrou toda sua superioridade sobre a Bolívia sem piedade. Aos dois minutos de jogo, Carlos Lampe já havia se destacado ao evitar uma chance dupla come 'Kun' Agüero e Ángel Correa.

Mas a sorte do goleiro boliviano acabou quando Messi tocou na primeira bola da noite.

Um passe magistral pelo alto do astro para 'Papu' Gómez na entrada da grande área, que sobrou para a defesa, encontrou o volante do Sevilla, que definiu forte de esquerda para abrir o placar.

Se o monopólio da bola já era absoluto na Argentina, bastava que o melhor jogador de futebol do mundo esfregasse a lâmpada novamente para que a conta começasse a aumentar e a Bolívia enfrentasse uma noite de pesadelo. Ele o fez. Uma falta de Diego Bejarano sobre um ativo 'Papu' Gómez na grande área resultou em um pênalti máximo executado pelos '10' aos 33 minutos, forte e baixado para o poste esquerdo de Lampe, para expandir sua conta para 74 anotações com o seleção.

Se o monopólio da bola já era absoluto para a Argentina, bastava que o melhor jogador do mundo brilhasse novamente para que o placar começasse a aumentar o placar.

E foi isso que ele fez. Uma falta de Diego Bejarano sobre um ativo 'Papu' Gómez na grande área resultou em um pênalti cobrado pelo camisa 10 aos 33 minutos, forte e rente à trave esquerda de Lampe, para atingir 74 gols com a camisa de sua seleção.

- Gol de Champions League -

O que se se seguiu foi o show de Messi, a versão perfeita do astro do Barça.

Um passe bem calculado de Agüero para seu amigo de longa data do meio de campo colocou o capitão da Albiceleste de frente no caminho do gol. E ele balançou a rede lembrando um gol que marcou contra o Arsenal na Liga dos Campeões no dia 6 de abril de 2010.

Velocidade pura, domínio perfeito da bola e um toque de cobertura sobre Lampe na entrada da área. Um 3 a 0 no estilo de Messi, seu gol 75 vestindo a camisa 'albiceleste'.

O segundo tempo teve mais show de Messi. A defesa da Argentina relaxou e permitiu o gol de Erwin Saavedra aos 60 minutos mas isso pouco importou, apesar de ter irritado Scaloni. Pouco depois Messi acalmou o treinador inventando uma jogada na esquerda para Lautaro Martínez marcar o quarto.

Fim da historia. O Messi da Argentina se comportou como o Messi do Barcelona e colocou as coisas em seu devido lugar.

-- Jogos das quartas de final (horário de Brasília):

- Sexta-feira, 2 de julho

Goiânia (18H00): Peru - Paraguai

Rio de Janeiro (21H00): Brasil - Chile

- Sábado, 3 de julho

Brasília (19H00): Uruguai - Colômbia

Goiânia (22H00): Argentina - Equador

cl/ol/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos