Argentina ainda não demitiu Bauza por não ter substituto, diz jornal

Treinador segue ameaçado no comando da Albiceleste; Jorge Sampaoli, Diego Simeone e Gallardo são os principais nomes especulados

Nesta quinta-feira, o presidente da Associação Argentina de Futebol (AFA), Claudio Tapia, confirmou que Edgardo Bauza segue no comando da seleção argentina. Pelo menos por enquanto. Segundo o diário "Olé", a entidade só manteve o treinador porque ainda não fechou com nenhum outro.

- É técnico que tem a seleção nacional hoje, existe um contrato. Temos que continuar trabalhando, nos conhecendo. auza está muito bem. Não posso pensar por todos, sou o presidente da Associação do Futebol Argentino (AFA). Há um técnico que tem um contrato vigente, é a primeira reunião que temos. Vejo-o bem. Se é preciso tomar uma decisão, ela é dos dirigentes, não dos jogadores - disse Tapia.

Este foi o primeiro encontro entre o presidente da entidade e Bauza. O ex-técnico do São Paulo vive fase instável na seleção. Desde que assumiu, ele ganhou três jogos, empatou dois e perdeu outros três. A publicação ainda diz que metade dos dirigentes da AFA não deseja a continuidade dele e uma nova reunião deve acontecer na próxima semana.

Jorge Sampaoli, Diego Simeone e Gallardo seguem sendo os principais nomes especulados para assumir o comando da Albiceleste. Para o Olé, a AFA não irá anunciar a demissão do atual treinador enquanto um novo não estiver acertado ainda.

O próximo jogo da Argentina é apenas em junho, em amistoso contra o Brasil. A equipe está em quinto lugar nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, com 22 pontos, e atualmente vai apenas para a repescagem contra um representante da Oceania.







E MAIS: