Argentina ainda não atingiu melhor forma na Copa do Mundo, diz Lisandro Martínez

Lisandro Martínez na partida Argentina x México na Copa do Mundo

Por Karolos Grohmann

RAYAN, Catar (Reuters) - A Argentina ainda não mostrou sua melhor forma na Copa do Mundo, disse o zagueiro Lisandro Martínez, algo que poderia acontecer quando a equipe enfrentar a Polônia na rodada decisiva do Grupo C, na quarta-feira.

Os bicampeões mundiais contaram com o brilho de Lionel Messi contra o México para manter viva sua esperança de classificação após uma derrota chocante por 2 x 1 para a Arábia Saudita na estreia. O camisa 10 foi o arquiteto da vitória de 2 x 0 sobre os mexicanos, marcando o primeiro gol com um lindo chute de fora da área.

"Temos uma grande equipe com muito potencial. Esta é a Copa do Mundo e não é fácil. Temos que acreditar em nossas qualidades e qualidades individuais", disse Martínez em entrevista coletiva nesta terça-feira.

"Ainda não chegamos ao que fizemos na Copa América ou na Finalíssima (contra a Itália), mas temos que continuar desta forma. Vamos mostrar o jogo que nos caracterizou. A chave será a tranquilidade", acrescentou.

A Argentina está em segundo lugar no Grupo C com três pontos, um atrás dos poloneses, e precisa ganhar para garantir um lugar nas oitavas de final. Um empate também poderia ser suficiente se o México e a Arábia Saudita também empatassem na outra partida do dia.

Ao contrário dos jogos anteriores do grupo, a Argentina enfrentará uma linha de frente mais potente, liderada por Robert Lewandowski.

"Temos que ser bons e não deixar que eles nos contra-atacem. Lewandowski se movimenta muito bem e temos que estar concentrados e sólidos defensivamente", disse o jogador do Manchester United.

"O começo vai ser bem difícil. Temos que estar concentrados porque será decidido pelos detalhes... A Polônia é um adversário muito duro que defende bem, essa é a realidade. Temos que estar bem preparados", acrescentou.

Como Messi, Lewandowski, 34 anos, é o maior goleador de todos os tempos de seu país e esta será certamente sua última Copa do Mundo. O jogador perdeu um pênalti no empate sem gols com o México na estreia na Copa, antes de marcar seu primeiro gol em um Mundial na vitória de 2x0 sobre a Arábia Saudita.