Argel Fucks e diretoria se pronunciam sobre má fase do CSA

Gazeta Press


Na noite desta segunda-feira, o CSA conheceu a sua terceira derrota em cinco rodadas. Depois de mais uma atuação apática, o técnico Argel Fucks ressaltou que “qualquer estratégia vai por água abaixo” quando o time sofre um gol nos momentos inciais da partida.

O primeiro turno do Brasileirão nem chegou ao fim e o clube alagoano já teve dois técnicos neste ano. Mesmo assim, o treinador não se sente ameaçado. “Eu acredito que nunca estou pressionado, eu estou respaldado. Até porque a diretoria acompanha o nosso dia a dia, sabe do nosso trabalho. Às vezes, o resultado não é bom, mas o trabalho existe. Não adianta você estar trocando que você não vai conseguir dar o padrão, dar confiança para a equipe, ganhar um jogo”, explicou.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

(Foto: Ricardo Duarte/SCI)

Além do treinador, Raimundo Tavares, presidente do Conselho Deliberativo, comentou a respeito da má fase que assola o time. Apesar dos mais de 40 nomes que a diretoria assinou para esta temporada, o dirigente deixou claro que alguns jogadores não farão mais parte dos planos. “Vamos tirar quem não tem compromisso e trazer outras peças”, pontuou.

O CSA tentará sua redenção neste domingo, contra o Fluminense, às 16 horas (de Brasília), no Maracanã, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.



Leia também