Arena vai dar prejuízo grande ao Corinthians neste mês

Jorge Nicola
Timão teve seu menor lucro na arena diante do Novorizontino: só R$ 125 mil (Sergio Barzaghi)

 

Se já estava difícil pagar os salários do elenco e outras contas básicas, a situação do Corinthians em fevereiro ficará ainda pior com o prejuízo que a arena causará. Ainda que o estádio lote na partida contra o Palmeiras, na próxima quarta-feira, o Timão não conseguirá escapar de fechar a conta da arena no vermelho neste mês. Ou seja, o presidente Roberto Andrade terá de tirar dinheiro do clube para bancar a casa alvinegra.

O custo mensal do estádio em Itaquera é de R$ 5,7 milhões, já considerando a negociação com a Caixa que garantiu a redução do financiamento. O Corinthians desembolsa R$ 2,5 milhões mensais com manutenção e outros R$ 3,2 milhões da parcela do financiamento.

O problema é que nos dois jogos disputados neste mês na arena, o lucro foi minguado: R$ 336 mil diante do Santo André e R$ 125 mil na quarta-feira, contra o Novorizontino – este último foi a menor receita líquida de uma partida da equipe desde que o estádio teve sua inauguração, em 2014. O público na vitória por 1 a 0 contra o clube de Novo Horizonte foi de 11.708 pagantes.

Desta maneira, o Corinthians tem até agora R$ 461 mil no fundo que administra o estádio. O clássico contra o Palmeiras é o último jogo como mandante em fevereiro e ainda restam R$ 5,2 milhões para que o prejuízo seja coberto. Nem a maior bilheteria em uma partida alvinegra na história da arena permitiria cobrir tamanho rombo – o recorde de arrecadação foi de R$ 2,1 milhões em 18 de fevereiro de 2015, na vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo, pela Libertadores.

Importante: a diretoria corintiana estimava ser capaz de arrecadar R$ 2 milhões por partida como mandante quando o estádio foi lançado – todas as outras projeções, de camarotes, naming rights, cativas e CIDs também nunca foram alcançadas.

ARRECADAÇÂO NO MÊS DE FEVEREIRO:
– Corinthians 0 x 2 Santo André: R$ 336 mil
– Corinthians 1 x 0 Novorizontino: R$ 125 mil