Área próxima ao Lusail Stadium é dominada por incêndio

Uma visão do Lusail Stadium no jogo Brasil x Sérvia. Foto: Fareed Kotb/Anadolu Agency via Getty Images
Uma visão do Lusail Stadium no jogo Brasil x Sérvia. Foto: Fareed Kotb/Anadolu Agency via Getty Images

Neste sábado (26), o incêndio atingiu uma área próxima do Lusail Stadium, que comportou o jogo da vitória do Brasil pelo placar de 2 a 0 contra a Sérvia pela primeira rodada do Grupo G da Copa do Mundo. Além disso, esse estádio está confirmado como “palco” da final deste Mundial.

De acordo com veículo britânico The Guardian, esse fato ocorreu em um prédio a 3,5 km do Lusail Stadium. Detalhe que esse estádio vai receber a partida entre Argentina x México, neste sábado, às 16h (horário de Brasília). Até agora, não houve nenhuma mudança em relação ao horário dessa partida.

Leia também:

O Ministério do Interior do Catar comunicou que o incêndio iniciou pouco depois do horário do meio-dia, hora local. Houve lançamento de uma espessa fumaça negra ao céu e que claramente foi identificada em um mercado no centro da capital catariana Doha e por uns torcedores.

As autoridades dessa nação também informaram que a Defesa Civil “freou” o incêndio nos três armazéns em Umm Al-Amd e, também, não houve confirmações vítimas ou feridos.

O periódico The Sun, que é outro situado na Inglaterra, noticiou que a causa desse incêndio se deve após uma série de problemas relacionados a infraestrutura, já que o Catar gastou destinou milhões para sua preparação como país-sede da Copa do Mundo.

A cidade de Lusail é a segunda maior cidade do Catar, com a estimativa de população de 200.000 pessoas. Existe a especulação que £ 40 bilhões foram investidos nesse município com a tentativa de transformá-la na "cidade do futuro" como parte da Qatar National Vision 2030.

O desenvolvimento de Lusail inclui um hotel no formato de “arranha-céu”, com forma de lua crescente, esse estádio recém-inaugurado e vastas ilhas artificiais. Porém, as obras não correram conforme o planejado. O exemplo é o complexo toboágua que deveria ser o toboágua mais alto do mundo ainda não foi concluído. Operários atuam diariamente para concluírem essa obra.