Arbitragem não teve influência no empate entre Palmeiras e Bahia

Yahoo Esportes
Árbitro Igor Benevenuto, durante partida entre Palmeiras e Bahia no Allianz Parque. Foto: Daniel Vorley/AGIF/Gazeta Press
Árbitro Igor Benevenuto, durante partida entre Palmeiras e Bahia no Allianz Parque. Foto: Daniel Vorley/AGIF/Gazeta Press

Acompanhei todo o jogo entre Palmeiras x Bahia e acredito que o árbitro mineiro Igor Benevenutto não teve nenhuma influência no empate em 2 a 2. Vamos aos lances considerados duvidosos abaixo, na opinião do blog.

Leia também:

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

-Expulsão de Felipe Melo - o volante “ataca” a bola e solta o cotovelo no rosto de Lucca. Cartão vermelho bem aplicado. E aí nem entra discussão sobre outros jogadores que não foram expulsos em outros jogos. O lance foi muita imprudência de Felipe, sem nenhuma perseguição.

-Primeiro pênalti para o Bahia - o jogador do Bahia cabeceia a bola e Diogo Barbosa abre o braço. Pênalti bem marcado.

-Segundo pênalti para o Bahia - Luan acerta Artur Kaíque, na hora da tentativa do chute do atacante baiano. Pênalti bem marcado.

O que pode e deve ser discutido e debatido é a demora na análise dos lances pelo VAR. Quem está na cabine precisa ajudar o árbitro do campo. Ainda que tenha demorado, houve acertos por parte da arbitragem. O blog dá nota 7,5 para Benevenutto.

É preciso também haver mais evolução na “educação” de jogadores e técnicos com a tecnologia. Qualquer momento duvidoso, o árbitro é cercado e pressionado. Esses mesmos atletas e treinadores ficariam quietos, se estivessem na Europa. Vamos ajudar a novidade. O VAR veio para ficar e para diluir erros crassos em épocas passadas.

Siga o Yahoo Esportes: Twitter | Instagram | Facebook | Spotify | iTunes

Leia também