Árbitro é acusado de assediar jogadora de 18 anos no RJ

·2 min de leitura
Lucas Vidal Dias interagiu com a atleta nas redes sociais, sem resposta, e a teria perturbado em campo também. Foto: (Reprodução/Instagram)
Lucas Vidal Dias interagiu com a atleta nas redes sociais, sem resposta, e a teria perturbado em campo também. Foto: (Reprodução/Instagram)

O árbitro de futebol Lucas Vidal Dias, do Rio de Janeiro, foi denunciado por ter assediado uma jogadora de 18 anos do Pérolas Negras, equipe que participou do Campeonato Carioca Feminino adulto de 2021. A jogadora se sentiu constrangida após Lucas, de 22 anos, buscar interação com ela em redes sociais, curtindo suas publicações, comentando em uma foto que a atleta estava de biquíni e respondendo aos seus stories.

A primeira denúncia ocorreu na última quarta-feira (8), em um julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ), quando o Pérolas respondia por ter uma criança não autorizada em seu banco de reservas na partida contra o Duque de Caxias, em 13 de outubro. Buscando desqualificar a súmula da partida, a perseguição de Lucas à Duda Moura, volante do Pérolas, foi relatada ao tribunal.

Leia também:

Já em outra sessão do TJD-RJ, dois dias após a citada anteriormente, em uma sexta-feira, Feijão, atacante do Pérolas Negras, foi julgada por ter ofendido a arbitragem da partida contra a Cabofriense no dia 20 de outubro. Quem era o árbitro? Lucas Vidal Dias.

Feijão alega, em depoimento de sua defesa, que perdeu a cabeça por saber das atitudes de Lucas para com Duda Moura nas redes sociais. Ainda segundo Feijão, o árbitro teria ficado próximo à volante durante toda a partida, além de "inclusive a esbarrar nela por duas vezes". No depoimento, Feijão ainda disse que o árbitro, no início do segundo tempo, perguntou para ela se: "Aquela ali é a Duda Moura, né? A blogueira bonitinha". Outro questionamento de Lucas que revoltou Feijão foi se ela e Duda eram namoradas: "Durante o segundo tempo me senti completamente fora de si e desestabilizada com a pergunta sobre "eu ser namorada da atleta Duda Moura", uma posição antiprofissional e fora da ética em campo".

O caso foi convertido em diligência e os fatos encaminhados à Procuradoria do Tribunal, que irá definir se apresentará denúncia contra Lucas Vidal Dias. A defesa do Pérolas Negras inseriu provas no processo, como capturas de tela que mostram as abordagens de Lucas à Duda, além de cartas de próprio punho de Duda e de Feijão relatando os acontecidos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos