Arbitragem no segundo jogo da final do Pernambucano também será de fora do estado

·1 minuto de leitura


O confronto decisivo para saber quem ficará com o título do Campeonato Pernambucano 2021 terá um árbitro que não pertence ao quadro estadual. Se no jogo de ida Wagner do Nascimento Magalhães (FIFA-RJ) foi quem comandou o apito, no embate do próximo domingo (23) às 16h (de Brasília) quem estará na responsabilidade de dirigir a partida será Rodolpho Toski Marques, árbitro FIFA do Paraná.

Completam a equipe de arbitragem Marcelo Van Gasse (Assistente 1), Guilherme Camilo (Assistente 2), Bráulio Machado (Quarto Árbitro) além de Carlos Braga e Pathrice Maia, responsáveis pelo monitoramento e funcionamento do recurso de Árbitro de Vídeo (VAR).

A utilização na final de árbitros que não pertencem ao quadro pernambucano vai ao encontro das declarações dadas ainda no fim da fase classificatória pelo técnico Hélio dos Anjos. Além disso, houveram requisições feitas pelo Sport para ter Anderson Daronco no jogo onde o time eliminou o Salgueiro na semi além de Bráulio Machado contra o Retrô ainda na fase de classificação.

Como não há gol qualificado como visitante no regulamento, diante do resultado de 1 a 1 no primeiro confronto, qualquer novo empate leva as penalidades enquanto o vencedor no tempo normal fatura a taça.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos