Arábia Saudita 'não planeja candidatura à Copa do Mundo de 2030'

Mohammed Bin Salman participou da cerimônia de abertura da Copa do Mundo ao lado do presidente da Fifa, Gianni Infantino. Foto: Alexey Deuzhinin/AFP/Getty Images
Mohammed Bin Salman participou da cerimônia de abertura da Copa do Mundo ao lado do presidente da Fifa, Gianni Infantino. Foto: Alexey Deuzhinin/AFP/Getty Images

Autoridades da Arábia Saudita disseram que o país não tem uma candidatura oficial para sediar a Copa do Mundo, retratando comentários anteriores feitos pelo ministro do Turismo, Ahmed Al Khateeb.

“A Arábia Saudita não tem uma candidatura oficial para sediar a Copa do Mundo da Fifa”, disse um porta-voz do Ministério do Turismo à Bloomberg.

Leia também:

Al Khateeb havia dito um dia antes à Bloomberg em uma entrevista que o país estava considerando uma candidatura para a Copa do Mundo de 2030.

Relatórios no início deste ano afirmavam que Riad se juntaria ao Egito e à Grécia para uma oferta conjunta, com partidas disputadas nos três países.

O reino já garantiu os Jogos Asiáticos de Inverno em 2029, uma corrida anual de Fórmula 1 e várias lutas de boxe de alto nível.

“A Arábia Saudita está sempre pensando em sediar uma série de grandes eventos esportivos, como parte da promoção do esporte e do turismo no reino, de acordo com a Visão 2030”, disse o porta-voz do Ministério do Turismo.

A mídia grega e o jornal estatal egípcio Akhbar El Yom informaram que as negociações entre os três países estavam em andamento em agosto.

Vale lembrar que o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed Bin Salman, participou da cerimônia de abertura da Copa do Mundo no Catar na semana passada ao lado do presidente da Fifa, Gianni Infantino.

A explicação dos sauditas vem depois que uma reportagem do The Telegraph, informou que o país estaria pressionando para sediar a Copa do Mundo FIFA de 2030. Para isso contaria com Cristiano Ronaldo e Messi para aumentar as chances.

De acordo com os relatórios, a Arábia Saudita fechou um acordo com a superestrela argentina no valor de £ 25 milhões anuais (pouco mais de 160 milhões de reais) para promover o turismo no país.