Arão incansável, Pedro artilheiro e Arrascaeta garçom: o raio X das estatísticas do Flamengo em 2020

LANCE!
·3 minuto de leitura


Em razão da pandemia da Covid-19, que interrompeu as competições durante três meses no primeiro semestre, o futebol brasileiro estendeu a temporada atual até fevereiro de 2021. Apesar disso, aproveitamos o fim de 2020, nesta quinta-feira, para levantar algumas estatísticas do Flamengo no ano.

Confira abaixo o Raio X do ano do Flamengo em números, além de ver quem foram os atletas rubro-negros com mais jogos, mais minutos em campo, artilheiros, garçons e os que mais levaram cartões nas 58 partidas disputadas em 2020.

+ Títulos, despedidas e “fico” dos artilheiros… O 2020 do Flamengo em 12 fotos

RAIO X DO FLAMENGO EM 2020:

- 58 partidas
- 37 vitórias
- 12 empates
- 9 derrotas
- 70,6% de aproveitamento
- 3 títulos (Supercopa do Brasil, Recopa Sul-Americana e Carioca)
- 109 gols marcados
- 65 gols sofridos
- 50 jogadores utilizados

LÍDERES DAS ESTATÍSTICAS NO ELENCO:

> MAIS JOGOS

Assim como em 2019, quem mais entrou em campo pelo Flamengo no ano foi Willian Arão. Peça-chave na equipe, o volante disputou 47 das 58 partidas do clube em 2020, o que representa 81% do total. Ficou fora poucas vezes, sendo a maioria no início do Campeonato Carioca, quando o Flamengo entrou em campo com uma equipe alternativa. Além disso, perdeu duas partidas em setembro por estar infectado com Covid-19 e sofreu apenas uma lesão, que o tirou de dois jogos em dezembro.

Willian Arão - Flamengo
Willian Arão - Flamengo

Arão em ação pelo Flamengo (Foto: Marcelo Cortes / Flamengo)

- Willian Arão: 47 jogos (43 como titular)
- Gerson: 46 jogos (42 como titular)
- Everton Ribeiro: 45 jogos (40 como titular)
- Bruno Henrique: 42 jogos (39 como titular)
- Pedro: 42 jogos (24 como titular)

> MAIS MINUTOS

Na lista dos jogadores que mais minutos estiveram em campo, poucas mudanças. Destaque para a dupla titular de volantes - Willian Arão e Gerson -, que se mantém no topo. Na sequência, aparecem Bruno Henrique, Everton Ribeiro e Filipe Luís, que foi titular em todas as 37 partidas que disputou em 2020.

- Willian Arão: 3.756 minutos
- Gerson: 3.596 minutos
- Bruno Henrique: 3.483 minutos
- Everton Ribeiro: 3.400 minutos
- Filipe Luís: 3.203 minutos

> MAIS GOLS MARCADOS

Quando o assunto é bola na rede, Pedro foi o grande destaque de 2020. No primeiro ano com a camisa do Flamengo, o atacante aproveitou as chances e marcou 21 gols. É o artilheiro da equipe no Campeonato Brasileiro (11), além de ter marcado no Carioca (5), Copa do Brasil (2), Libertadores (2) e Recopa Sul-Americana (1).

Pedro
Pedro

Pedro foi o artilheiro do Flamengo no ano (Foto: Alexandre Vidal / CRF)

Artilheiro em 2019, Gabigol aparece logo em seguida, com 20 gols marcados. Se levarmos em conta a média de gols por partida, o camisa 9 leva vantagem em relação a Pedro, já que entrou em campo em 31 jogos.

- Pedro: 21 gols
- Gabigol: 20 gols
- Bruno Henrique: 18 gols
- Everton Ribeiro: 9 gols
- Arrascaeta: 8 gols

> MAIS ASSISTÊNCIAS

No quesito passe para gol, Arrascaeta ficou no topo da lista. Com grande repertório de passes e cruzamentos, o uruguaio distribuiu 11 assistências e foi o maior garçom da equipe no ano pela segunda vez consecutiva. Na sequência, Bruno Henrique e Everton Ribeiro aparecem com nove e seis, respectivamente.

- Arrascaeta: 11 assistências
- Bruno Henrique: 9 assistências
- Everton Ribeiro: 6 assistências
- Isla: 5 assistências
- Gabigol, Diego e Matheuzinho: 4 assistências

> MAIS CARTÕES

Entre os mais indisciplinados do elenco, Gerson foi o líder de cartões amarelos, com 13 recebidos. O volante foi seguido por Filipe Luís (12) e Bruno Henrique (10). Se levarmos em conta as expulsões, Gustavo Henrique e Gabigol foram os únicos a levarem dois cartões vermelhos. Além deles, Diego Alves, Rodrigo Caio, Thuler, Natan e Willian Arão também foram expulsos, uma vez cada.

Gerson - Flamengo x Sport
Gerson - Flamengo x Sport

Gerson recebeu 13 cartões amarelos (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

- Gerson: 13 cartões amarelos
- Filipe Luís: 12 cartões amarelos
- Bruno Henrique: 10 cartões amarelos
- Gabigol: 8 cartões amarelos e 2 vermelhos
- Gustavo Henrique: 6 cartões amarelos e 2 vermelhos