Arábia Saudita planeja parceria com a Itália para sediar a Copa do Mundo em 2030

·1 minuto de leitura


A Arábia Saudita planeja uma parceria com a Itália para que ambos os países recebam a Copa do Mundo de 2030 apesar do mais de três mil quilômetros de distâncias, segundo o "The Athletic". No entanto, algumas candidaturas estão em fases iniciais de conversas, embora outras já estejam consolidadas.

As informações também indicam que os sauditam foram alertados sobre uma possível realização do Mundial ao lado de Marrocos e Egito. No entanto, estes países precisariam de um grande financiamento de infraestrutura para receber o maior torneio de futebol do mundo.

Por conta do aumento de 32 para 48 seleções participantes na Copa do Mundo, a Fifa incentiva que a competição seja realizada em mais de uma nação. Até o momento, todas as candidaturas para o Mundial de 2030, do centenário, possuem pelo menos dois países sedes.

A influência da Arábia Saudita no mundo dos esportes vem crescendo e o local já recebe a Supercopa da Espanha, vão passar a sediar a Supercopa da Itália, além de eventos como Fórmula 1, torneios de boxe, golfe e Rally Dakar.

Na última quinta-feira, a candidatura da Grã-Bretanha sofreu um revés por conta dos diversos problemas que ocorreram no entorno do Wembley no dia da final da Eurocopa entre Itália e Inglaterra. Os inúmeros casos de invasões ao estádio, insultos racistas aos atletas e a falta de segurança preocupam as entidades organizadoras.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos